Casal Daniel e Maria Pereira Alves publica mais um livro infantil

31/12/2016 07:12:41
misterio no zoo 311216.jpeg

“O Mistério no Zoo 2, a Aventura Continua” é mais um livro da literatura infantil, de autoria do casal Daniel Alves Pereira e Maria Pereira Vieira Alves que vai a público, pouco depois da primeira edição da série.


São iporaenses os autores e iniciaram um trabalho importante para as crianças, incentivando-as a leitura. Na primeira obra o casal narrou com agradável linguagem uma história que foi muito conhecida em Goiás, que é a do jacaré Jacinto, no Zoológico de Goiânia. Esse era o maior réptil em cativeiro no Brasil e que achava-se que fosse um animal fêmea e que só muito depois descobriu-se tratar de macho. Com isso, um jacaré que se chamava Jacinto se tornou Jacira.


Agora, no novo livro, os personagens, ao acharem um fusca abandonado, o reciclaram para se tornar um aparelho de voo. A partir de então, alegres aventuras são narradas. Esse novo livro infantil contem desenhos para que a criança possa colorir. Foi feito um lançamento nesta semana em evento na Feira Coberta de Iporá. O novo livro tem 42 páginas e foi publicado pela Editora Kélps. O exemplar custa 15 reais.


O livro “O Mistério no Zoo 2” está sendo vendido nos supermercados Campeão, Portal Super, Hiper Barão, Vitória (Águas Claras) e Mini Mercado (Novo Horzonte). É comercializado também na Academia Nado Livre, Dataprom, Banca do Neguinho, Loja Aliança, Banca da Rodoviária, Salão do Ronaldo, Lan House Arena, Paróquia, Gil Colchões, Nova Casa Silva, Madeireira Iporá, Art Pharma, Odontologia Vital, Lago´s Hotel, Distribuidora Milho e Pamonharia Leal, Stillo Calçados, Colégio Integração e Ronildo Brinquedos.

O que achou dessa Notícia?
6 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Moizeis A. Gomis. 01/01/2017 16:34:18

    Que bom! Trabalho importante, quando as crianças (e adultos) estão trocando a leitura das páginas impressas pelas das redes sociais: indispensáveis atualmente, mas deficitárias quanto ao domínio culto da nossa língua lusitana, tão rica, bela e de origem tão remota: herança da Gália, centro da Europa, norte do Império Romano, e de antes Cristo. Daí os galegos, na Península Ibérica; os gálatas, na Ásia Menor; e, no norte da Palestina, a Galileia, terra do galileu Jesus Cristo. Falada na Europa, América, Ásia e África. É pouco isso? Por isso o português tem tanto orgulho e zelo pelo vernáculo e também ojeriza por estrangeirismo vulgar, por exemplo: usa sítio, em lugar de site. Enquanto no Brasil se despreza a riqueza de nossa língua, que tem vocábulo para cada conceito onde se usa palavras inglesas. Xenofobia? Não! Ausência de complexo de inferioridade cultural.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.