Veranico prolongado prejudicou algumas lavouras de soja na região

19/02/2014 06:58:31
  • Imprimir
soja-em-ipora-go.jpg

Soja começa a ser colhida na região. Em algumas lavouras, índice pluviométrico prejudicou um pouco

As chuvas estão irregulares. Isto acabou prejudicando algumas lavouras de soja no município de Iporá e circunvizinhos. Houve veranico prolongado de mais de 20 dias em fim de dezembro a janeiro. Giovanni Rezende Costa, engenheiro agrônomo da Comigo e que assiste aos produtores de soja da região de Iporá, afirma que esta safra 2013/2014 tem sido bastante dividida em alegrias e frustrações para os produtores, como pode ser observados no comparativo pluviométrico abaixo. Na região de Iporá essa safra está melhor de chuva do que na região de Rio Verde. Porém, isso podia ser melhor também em Iporá.


Dados dizem que a perda de soja em goiás ultrapassará os 20%, visto que nas maiores regiões produtoras de grão a escassez de chuva foi maior. Em Iporá, a commoditie (soja) de ciclo precoce, plantada de 10 de outubro a 10 de novembro foi menos prejudicada com a falta de chuva, onde os produtores estão colhendo acima de 60sc/há, produtividade essa acima da média da região do chapadão. Soja de ciclo precoce é plantada em áreas onde será plantada a safrinha de milho.

Já a soja plantada a partir de 10 de novembro, com ciclo médio a tardio, vai ter uma produção menor pelo veranico na fase de enchimento de grãos no fim de janeiro a fevereiro. Espera-se uma produtividade em torno de 50 sc/ha. Nos dias atuais a chuvas estão regulares, fazendo com que a soja tenha uma boa recuperação, porém ficando abaixo do esperado.


Mesmo com tantos contratempos, a média produtiva da região Iporá ficará acima da média do chapadão, onde sofreu veranico de mais de 20 dias entre dezembro e janeiro, mostrando que Iporá e região estão propício para a produção de grãos. Espera-se chuvas constantes para que o milho safrinha tenho bons resultados. Estas são afirmações de Giovanni Rezende Costa, engenheiro agrônomo da Comigo e que assiste aos produtores de soja da região de Iporá.


ÍNDICE PLUVIOMÉTRICO

O que achou dessa Notícia?
6 votos

2 comentários

  • Washington Silva Alves 19/02/2014 10:57:30

    Olha penso que vocês do jornal ao apresentar dados pluviométricos ou de outra natureza, exponham com mais clareza, pois quem não compreende bem o assunto exposto não entende nada do que foi apresentado. Talvez também deveriam apresentar um panorama da distribuição espacial e temporal das chuvas na região de Iporá em um intervalo maior (nos últimos 30 anos) para compreender melhor o padrão das chuvas na nossa região e não em postos isolados...
  • Silvane Veríssimo 19/02/2014 10:41:23

    Que pena!!!

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.