Meta para o ano é de pausterizar o leite para venda

11/01/2018


Também a Cooperativa Mista da Agricultura Familiar de Iporá e Região, a Coomafir, tem metas para 2018. E são pretensões inéditas e ambiciosas.


O que se pretende para o ano novo tem a ver com o leite, produto importante no dia-a-dia da cooperativa. São 342 cooperados e a maioria deles são produtores de leite. Ao todo, 30 mil litros/dia são coletados. A reportagem falou com Valdivino Dias de Oliveira, o Careca, presidente desta cooperativa.


Ele disse-nos que, como se reclama muito de preço de leite, o que se pretende é um sistema de agro-indústria que agregue valor ao produto. A pretensão para 2018 é de pasteurização de leite, o que significa um resfriamento, colocando-o em embalagem, o conhecido sistema de “barriga mole”.


“Vender o leite industrializado será melhor para o produtor”, afirma Careca. Ele conta que a Coomafir acaba de ganhar do poder público municipal uma área de 2.860 m2, dentro do perímetro urbano de Iporá, na saída para Piranhas. No local, será edificada a agro-indústria.


A Coomafir contratou os serviços do Sebrae Goiás, o qual está fazendo o projeto de agro-indústria, com vistas a pausterização do leite. Em março, quando da Assembleia Geral da Coomafir, este projeto será apresentado aos cooperados e, certamente, aprovado, para a sua execução. O ano de 2018 poderá ser de positiva conquista para a Coomafir.

O que achou dessa Notícia?
11 votos