Cidade é a de pior receita

19/05/2013

A Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) encomendou estudo feito pelo Multi Cidades, o qual levantou o ranking de arrecadação de todos os municípios brasileiros, tomando como base o ano de 2011.


Este site fez um levantamento quanto às pequenas cidades da região do Oeste Goiano. Em municípios com menos de 5 mil habitantes há uma grande diferença no valor de arrecadação em um ano. Embora com número parecido de habitantes, uns recebem muito e outros bem pouco. O desnível é gritante!
A diferença entre quem recebe menos e quem recebe mais é de cem por cento. De acordo com o levantamento do Multi Cidades, quem menos arrecada é Moiporá,. No ano de 2011, entrou nos cofres da Prefeitura daquela cidade só 6 milhões e 672 mil reais.


Quem recebe mais, teve o dobro do recurso. É Santa Fé de Goiás, que com uma população apenas de 2.500 habitantes a mais do que Moiporá, recebeu 13 milhões e 788 mil reais. A explicação para a diferença não é difícil. É que a cidade de Santa Fé de Goiás tem um grande frigorífico, do qual advém uma receita boa em ICMS.


No quesito Fundo de Participação dos Municípios (FPM), um tipo de repasse financeiro aos municípios que leva em conta a quantidade de habitantes, todos estes recebem o mesmo valor. Saem com vantagem aqueles municípios onde possuem algum tipo de atividade econômica mais desenvolvida. Estão com vantagens os pequenos municípios de Santa Fé de Goiás, Matrinchã, Turvânia, Palminópolis e Arenópolis. Estão em desvantagem: Moiporá, Cachoeira de Goiás, Adelândia e Buriti de Goiás.


O ranking dos municípios com menos de 5 mil habitantes:


1º lugar – Santa Fé de Goiás: R$ 13.788.000,00
2 º lugar –Matrinchã: R$ 10.994.000,00
3 º lugar –Turvânia: R$ 10.645.000,00
4 º lugar – Palminópolis: R$ 9.678.000,00
5 º lugar – Arenópolis: R$ 9.678.000,00
6 º lugar – Córrego do Ouro: R$ 8.582.000,00
7 º lugar – Palestina de Goiás: R$ 8.500.000,00
8 º lugar – Jaupaci: R$ 8.380.000,00
9 º lugar – Novo Brasil: R$ 8.459.000,00
10 º lugar – Diorama: R$ 8.340.000,00
11 º lugar – Amorinópolis: R$ 8.228.000,00
12 º lugar – Aurilândia: R$ 8.219.000,00
13 º lugar – Buriti de Goiás: R$ 8.123.000,00
14 º lugar – Adelândia: R$ 7.183.000,00
15 º lugar – Cachoeira de Goiás: R$ 6.728.000,00
16 º lugar – Moiporá: R$ 6.672.000,00


Os municípios de Ivolândia, Israelândia e Baliza (todos da região do Oeste Goiano) não aparecem no estudo de Multi Cidades

O que achou dessa Notícia?
0 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

    Botão do Facebook
    Faça aqui o seu cadastro!