Mais de 10 articulam como prefeituriáveis da cidade

08/02/2016

Sem que Cleudes Bernardes da Costa, o Baré (PSDB), possa ser candidato, uma vez estar cumprindo seu segundo mandato, proliferam nomes daqueles que articulam para se tornarem prefeito da cidade de Bom Jardim de Goiás. Sem prefeito ser candidato a reeleição, talvez por isso, surgem muitos nomes, já que não terão que, diretamente, enfrentar quem está no poder, julgando-se ser mais equilibrado o embate.


Mas o atual prefeito, liderança importante em Goiás no grupo marconista e no municipalismo, não está inerte ao processo. A reportagem falou com ele, de quem ouviu que, para sucedê-lo, tem uma preferência por Edsom Godozinho (Edsom Alves da Silva), seu vice-prefeito. Edsom está agora filiado no PSDB. Na opinião de Baré, seu predileto é pessoa leal a ele, trabalhador, preparado e bem avaliado pela opinião pública. Mas Baré ressalta que existe sua predileção, mas o resto depende de Edsom Godozinho, já que terá que cativar o seu grupo em torno desta aspiração.


O PSDB tem também um nome forte: Manoel Campim (Manoel Oliveira Souza), vereador e ex-secretário de saúde. É agente político que também sabe articular. As opções não param por aí. Surgiu no PSDB também o nome de Calixtinha (Calixto Pereira Neto). É vereador de 5 mandatos. Na última eleição, teve 6,66% dos votos.


PMDB quer voltar ao poder


Uma cidade que já foi reduto forte do PMDB quer ter de volta o controle da Prefeitura. O PMDB tem dois candidatos com intensa articulação: Zezinho do Dé (José Gomes de Oliveira Filho) e Odair do Odélio (Odair Sivirino Leonel). Os dois são vereadores. O primeiro, com vários mandatos. O segundo, de carisma junto ao povo.


Nailton de Oliveira, liderança do PMDB goiano, filho de Bom Jardim de Goiás, onde foi prefeito por três vezes e de onde surgiu para a política goiana, está ausente do município. Disputou a última eleição para prefeito. Ainda é lembrado como pré-candidato. A reportagem falou com dele. Afirma que não prioriza isso, mas está à disposição do partido.


Outros prefeituriáveis


Bom Jardim é certamente das cidades com mais nomes de pretendentes a sentar na cadeira de prefeito a partir de primeiro de janeiro de 2017. O advogado Leônidas Albano, que disputou a última eleição e teve 20% dos votos, é lembrado. Ele está no PR. Pelo PROS, o ex-vereador Pereirinha é lembrado nas articulações políticas como prefeituriável. Armando da Contabilidade, profissional liberal em Bom Jardim, e que está filiado no PTB, já foi lembrado pelo povo como aposta em novidade para a política. No PSD, o vereador Célio do Potência (Célio dos Reis Ferreira) é alternativa. Neste mesmo partido o experiente político Cícero Romão, também é prefeituriável. Portanto, são muitos nomes para o cenário de eleições 2016 em Bom Jardim de Goiás. São 11 alternativas.

O que achou dessa Notícia?
0 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano ou Facebook para comentar.

    Botão do Facebook
    Faça aqui o seu cadastro!