Gestão agora tem alguém para cuidar de assuntos culturais em Iporá

09/10/2019
comissao-goiana-de-folclore08102019.jpg

Reunião na Comissão Goiana de Folclore

Athaídes Neta passa a ocupar uma lacuna na área de gestão pública em Iporá. É que a atual administração que até então não tinha uma pessoa exclusivamente para cuidar da área cultural, agora tem, depois do convite do prefeito Naçoitan Leite para que Athaídes Neta atue no segmento.


Ela já foi empossada no cargo e trabalha na articulação de questões culturais. Athaídes Neta é ativista cultural, atriz, agora integrante de um departamento dentro da Secretaria Municipal de Cultura Desporto e Lazer. A presença dela pode significar dinamização do segmento, antes em inércia.


A nova auxiliar do prefeito Naçoitan Leite já mostra serviço. Esteve em Goiânia, em contato com o Secretário Estadual de Cultura, Edival Lourenço, que é iporaense e tem portas abertas para assuntos culturais de sua terra natal. Assuntos da área de folclore foram temas da primeira reunião, estando presente também a senhora Izabel Signorelli, coordenadora da Comissão Goiana de Folclore. Iporá está sendo convidado a participar dessa instituição que cuida de folclore.


Outros de Iporá que estiveram na reunião foram David Cândido Furtado (professor) e Aldo Bustamante (antropólogo). Ao falar com a reportagem do Oeste Goiano, Athaídes Neta disse que tem muitos planos para a área cultural. Segundo ela, a questão cultural, se for vista numa perspectiva pragmática, cederia sua prioridade a segmentos como saúde, educação, segurança. Porém, afirma ela, “se admitirmos que ela forma parte do acervo que alicerçam a identidade de um povo, não poderemos desprezar qualquer esforço para afastar as ameaças que pairam sobre ela”.


Na opinião de Athaídes Neta, “a cultura é de extrema importância para a sociedade, atividades e manifestações de ordem estética ou comunicativa: música, teatro, dança, pintura, escultura, arquitetura, patrimônio histórico, artes plásticas, audiovisual, comunicação língua falada e escrita, mitos, hábitos alimentares, invenções, convenções de pensamentos, formas de organizações sociais, etc...”. Ela disse que faz votos de que a sociedade e autoridades sensibilizem, que não menospreze, não desanime com os valores que vertebram nossa sociedade”.

O que achou dessa Notícia?
23 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Valfrido Adriano Morbeck Barros de Souza 09/10/2019

    Existe uma Lei Municipal do ano de 2007 (n° 1296), que "Dispõe sobre a criação do Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico e Turístico, do Município de Iporá". Constituindo este conselho, estabelece uma política municipal para a "defesa do patrimônio histórico, artístico e cultural do Município" (Art. 2°).

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.