Livro publicado mostra luta de antepassados na região do Oeste Goiano

30/06/2019
antonio-serafim-neto-autor-de-livro30062019.jpg

Antônio Serafim Neto e livro publicado

Antônio Serafim Neto, cidadão iporaense, acaba de publicar um livro no qual faz reflexão sobre a luta de antepassados desta terra.


O livro chama-se “A Conquista do Oeste Goiano” e faz retrospectiva de como foram os tempos de chegada de habitantes desta terra, as dificuldades encontradas e os avanços que foram ocorrendo.


O livro tem 124 páginas e foi impresso com Oeste Goiano. O autor não fez evento de lançamento. Mas a obra está sendo comercializada.


Alguns dos temas de conteúdo do livro são: a prática de lavouras, a divisão de terras, as chuvas de outrora, diferenças entre ricos e pobres, os coronéis, os garimpos, a riqueza do cerrado, a politicagem de outrora e tantos outros assuntos.


Valdeci Marques, que também é autor de livros, fez a apresentação da obra de Antônio Serafim Neto. Sobre o livro, ele disse:


O desbravamento e a colonização desta região, bem como a geração de riquezas, as tradições e os costumes, a evolução de uma forma geral, é tratada neste livro de Antônio Serafim Neto, o Sabiá, um iporaense que é gente simples, mas por isso mesmo, com sua simplicidade, foi com ela é que ele foi capaz de bem analisar o passado, visto cá do presente, nesta modernidade, mas que tem a sombra presente do que se foi, como forte lembrança!


“A Conquista do Oeste Goiano” é livro, ao mesmo tempo sentimental, sociológico e antropológico, mas feito, volto a dizer, com palavras simples, o que o faz tocante em nossa sensibilidade. Li de uma pegada só, degustando nosso passado, revivendo virtudes de um tempo de outrora, que era difícil, materialmente falando, mas que era rico de idealismo desta gente que buscava fartura e conforto para as famílias.


Recomendo a leitura, como forma de nos fazer aproximar de nós mesmos. O livro tem cheiro de gente! É sobre os costumes e o passado. E se dizem que o futuro será o passado voltando por outra porta, então vale mesmo a pena dar atenção ao que se foi, pois em todos os tempos o ser humano será ímpar em sentimentos e buscas. Boa leitura a todos.

O que achou dessa Notícia?
11 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.