Depois da boa colheita de soja, agricultores apostam na safrinha

06/06/2017
safrinha02062017.jpg

Já teve início na região de Iporá a colheita da safrinha, cultivo que vem depois da soja. Nem todos que plantaram a soja fizeram esse cultivo de intervalo entre culturas. Dos 19.000 hectares de soja em 7 municípios desta região (Iporá, Diorama, Arenópolis, Amorinópolis, Jaupaci, Israelândia e Moiporá), são apenas 7.400 hectares de área de safrinha. Iniciaram a colheita de milho, mileto, sorgo, feijão caupi e crotolária, alternativas de plantio nesta safrinha.


Segundo Giovanni Rezende Costa, agrônomo da Comigo, assim como a soja, também há previsão de boa colheita para a safrinha. Ele explica que neste ano nada deu errado: nem falta de chuva e nem ataque de pragas ou doenças.


Mas se ninguém reclama de produtividade já há descontentamento com o preço da soja. Como a produção foi boa em geral em todo o país, o preço não é bom. A saca está sendo vendida por 54 reais. Giovanni conta que a maioria dos produtores estão ainda sem fazer a comercialização da safra, esperando por aumento de preço da saca. Alguns vendem apenas em quantidade suficiente para atender a despesas mais imediatas, como os parcelamentos iniciais de financiamento de bancos.


Falando da próxima safra de soja o agrônomo prevê que não haverá aumento de área a ser plantada. Mas devem ser mantidos os 19.000 hectares de cultivo em 7 municípios da região. Dos atuais sojicultores, 70% são arrendatários e só 30% são donos da própria terra onde fazem as lavouras.

O que achou dessa Notícia?
13 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.