DIORAMA: Prefeitura incentiva geração de empregos por meio das confecções

29/05/2017
diorama-capa29052017.jpg

Duas confecções instaladas em Diorama geram cerca de 25 empregos diretos e influi positivamente na economia local. O casal Daniel dos Santos e Hellen Cristina administram desde 2011 a Fênix Confecções e empregam 13 funcionários que produzem entre 800 a 1100 peças por dia que são enviadas para a fábrica da Hering em São Luiz dos Montes Belos/GO. A empresa funciona em um local cedido pela Prefeitura de Diorama que também arca com os custos do frete entre as duas cidades. A Prefeitura também incentiva a ampliação das empresas. Um terreno de 540m² foi doado de forma legal e Daniel pretende construir com recursos próprios um galpão que permita dobrar sua produção, acrescentando também outras peças como pijamas e lingerie, também para a Hering.


Desde setembro de 2016, Vanusia Alves e sua sócia Kátia Francisca, ex-costureiras da Fênix, abriram a Vitória Facção em galpão também cedido pela Prefeitura. Adquiriram 13 máquinas e com investimento de cerca de R$ 50 mil iniciaram no negócio próprio que conta com 12 funcionários e produz até 1000 peças por dia para Hering entre camisetas, blusas femininas, vestidos e calças leg. Como acontece com todos os parceiros da indústria, a fábrica fornece tecido e linha e as facções entregam o produto finalizado. A meta das sócias é chegar a 15 costureiras e aumentar a produção.


Tanto Vanusia como Daniel reconhecem o grande apoio dado pela Prefeitura de Diorama ao ceder os espaços e pagar o frete. A fim de incentivar o aumento da produção e a geração de mais empregos, a Secretaria de Assistência Social planeja mais um curso gratuito de corte e costura a fim de formar mais profissionais para o trabalho nas confecções. As costureiras recebem o salário base da categoria de R$ 968,00 e mensalmente o montante faz grande diferença no mercado local.


“Vamos continuar incentivando e apoiando o trabalho das confecções. É necessário criar opções de emprego na cidade para que a Prefeitura não seja a única opção de trabalho. Estamos criando mecanismos para atrair para nossa cidade outras empresas. Este é o nosso trabalho como administrador público”, explica a Prefeita Valéria Ferreira.



Donos de confecções contam com apoio da prefeita Valéria Ferreira

O que achou dessa Notícia?
13 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Ademi Alves Santana 06/06/2017

    Boa noticia esta reportagem, vendo pessoas sendo incentivadas a fazer empreendedorismos, criar empregos e geração de rendas. Um município não pode ficar estagnado no tempo, tendo como fonte de rendas apenas a agricultura e a pecuária, deve se pensar em outras alternativas, e apenas a prefeitura e o estado para empregar, não tem como circular a economia, as pessoas tem de migrar para outras regiões ou capitais, quando muito bem poderiam estar nas suas cidades de origem. Muitos saem porque não tem opção na sua comunidade. Lembro-me bem quando era menino e morava em Iporá e sempre ia a casa dos meus tios e padrinho que moravam em Diorama. Nem comércio de destaque tinha nesta época, alguma venda aqui e acolá e alguns bares. Nem mesmo o comercio do leite tinha tanta relevância, digamos um laticínio. Parabéns prefeita, além de bonita, a Srª ou Srtª, (não sei se é casada) está mostrando empenho e competência p

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.