Em solenidade Francisco de Assis assume Câmara de Dirigentes Lojistas

10/01/2020
francisco-de-assis-souza-cdl10012020.jpg

Nova liderança para o empresariado local

Na noite desta quinta-feira, 9, no recinto da Câmara Municipal, Francisco de Assis Souza foi empossado como novo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Iporá.


A solenidade contou com a presença do prefeito Naçoitan Leite, do presidente da Câmara, Samuel Queiroz, do vereador Suélio Gomes e líderes da comunidade e ainda empresários. A posse foi somente para a presidência, tendo em vista a renúncia do titular do cargo. Os demais membros de diretoria permanecem em seus postos.


Edmirson Ribeiro, até então presidente, prestou contas de seu período à frente da entidade. Explicou aos presentes a razão de sua renúncia. Ele alegou aos presentes que estava faltando legalidade para a sua permanência a frente da entidade depois que deixou de ser dono de estabelecimento comercial nos moldes daqueles que se associam à esta entidade. Edmirson era dono da Drogaria Evangélica, da qual de dispôs, entrando em um outro ramo de negócios, o qual não trabalha com crédito. Segundo ele, “desconfortável por não se sentir mais no perfil de alguém que é da área jurisdicionada a CDL, preferiu deixar a entidade”.


Durante a solenidade, o prefeito Naçoitan Leite manifestou ao empossado disposição de fazer trabalho em conjunto, no atendimento de interesses do empresariado. Samuel Queiroz, presidente da Câmara, parabenizou quem deixou o cargo e desejou sucesso ao empossado. Radivá Rocha de Carvalho, ex-presidente da CDL e ligado a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, afirmou que o novo presidente vai contar com aquela instância superior em apoio à sua gestão local.


O empossado no cargo proferiu o seguinte discurso:


Nosso fraterno cumprimento aos companheiros de caminhada: os empresários, esses aos quais vamos agora representar como presidente da CDL. Enquanto cumprimento a todos, manifesto a alegria de estarmos juntos aqui nesta noite que é histórica para minha vida e que é importante para a nossa entidade: a CDL.
Primeiramente, agradeço a Deus por ter me dado esta oportunidade de administrar essa entidade e é com bastante orgulho e com profundo sentimento de responsabilidade que, assumo hoje a presidência da Câmara De Dirigentes Lojista de Iporá (C.D.L.).


Sei da minha responsabilidade, das dificuldades que são enormes, espero contar com apoio de todos da diretoria, da classe empresarial e certamente com o apoio do poder publico.


Excelentíssimo senhor prefeito, CDL e Prefeitura não podem ficar distantes. Precisamos de parceria. E queremos estar juntos. O empresariado de Iporá precisa muito do poder público. Esperamos contar com esse apoio pois o comércio de Iporá é importante para a economia do município. Iporá é polo comercial de toda uma região. Se CDL e Prefeitura estiverem unidos podemos estar mais fortalecidos. Em instantes como a véspera de Natal, a cidade precisa, na sua área comercial, precisa ter uma boa decoração natalina, como forma de incrementar as vendas. Neste Natal passado não tivemos decoração natalina que fosse de iniciativa da Prefeitura. Mas acreditamos que isso não volta a se repetir e que a gestão municipal vai estar junto conosco nesta parceria de decorar as ruas para o Natal e vai estar também presente em muitas outras parcerias. Estamos convictos de que a Prefeitura será nossa parceira.


Pedimos aos religiosos; evangélicos e católicos que orem e rezem por mim e a todos da diretoria, com a bênção do Nosso Criador, possamos fazer uma administração com clareza, sabedoria e transparência. Vou tratar os interesses da Câmara De Dirigentes Lojista de Iporá (C.D.L.) da mesma forma que administro a minha empresa.


Digo a todos que trago na minha bagagem uma experiência de quatro anos, quando fui presidente da Ong Banco do Povo, por dois mandatos, naquela ocasião eu era vice-presidente da Câmara De Dirigentes Lojista de Iporá (C.D.L.) Meu nome foi levado à diretoria daquela Ong Banco do Povo que me elegeram presidente daquela entidade por maioria absoluta.


Sob a direção daquela Ong tão importante para as famílias de baixa renda ou de menor poder aquisitivo, pude contribuir com alegria de várias famílias que se encontravam com grande dificuldade financeira e resgatamo-las com dignidade para o seio da sociedade Iporaense.


Agora, o desafio é a presidência da CDL, o que farei com toda dedicação e garra, dispondo de tempo, conversando com meus colegas diretores, ouvindo o clamor dos colegas empresários e tentando resolver problemas. Além do zelo para com a questão de proteção do crédito, que é o SPC, a CDL tem muitas outras metas, as quais serão perseguidas. A vigilância com a questão de tributação pesada que recai sobre os empresários, o fortalecimento do comércio, a busca por mais associados para a CDL, a vinda de cursos de qualificação e tantos outras metas estão em pauta, além daquelas outras que forem sugeridas pelos associados da CDL.


Para isso, contamos com a boa equipe de funcionários da CDL, com os empresários, especialmente os associados e com o poder público. A luta por uma entidade forte depende de todos. Conto com apoio da minha família, a esposa Marta e filhos e temos certeza, muita fé de que Deus vai nos ajudar nesta missão. Obrigado a todos.

O que achou dessa Notícia?
5 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.