Enel Distribuição intensifica ações de melhorias na região de Iporá

13/05/2019
enel-investimento13052019.jpg

· A distribuidora está modernizando a rede elétrica e aumentando as ações de manutenção, contribuindo para a melhoria da qualidade do serviço na região.


Goiânia, 8 de maio de 2019 – Desde que assumiu a gestão da distribuidora de energia em fevereiro de 2017, a Enel Distribuição Goiás está investindo em todo o Estado para garantir a qualidade e a confiabilidade do fornecimento de energia elétrica. Na região de Iporá, já foram investidos cerca de R$ 124 milhões, sendo R$ 19,9 milhões somente no município de Iporá. O volume de recursos está sendo destinado principalmente à modernização e digitalização da rede elétrica e ao incremento das ações de manutenção, além da aceleração de novas conexões rurais.


Os investimentos em modernização estão focados na instalação de religadores automáticos, equipamentos que permitem identificar e corrigir, à distância, eventuais falhas na rede de distribuição, otimizando o tempo do serviço em casos de quedas de energia e reduzindo os impactos sentidos pelos clientes. Os aparelhos telecomandados instalados no município já beneficiaram cerca de 1,6 mil clientes diretamente.


As ações de manutenção incluem a intensificação de podas preventivas de árvores que estão em contato com a rede elétrica. Desde 2017, já foram realizadas 7,7 mil podas no município de Iporá. Além disso, a distribuidora realiza inspeções termográficas com o uso de helicóptero nas redes de média e baixa tensão, especialmente em área rurais, para auxiliar a identificar possíveis falhas do sistema elétrico. Até o fim do ano, cerca de 57 mil quilômetros de redes passarão por inspeções aéreas em todo o Estado.


Melhorias


A Enel Distribuição Goiás também apresentou para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e para o Governo do Estado de Goiás um plano de melhorias que prevê a aceleração das iniciativas com foco na qualidade do fornecimento e no aumento da oferta de energia no Estado. Dentre as ações anunciadas, a companhia apresentou obras estruturais grandes e complexas para atendimento à demanda de energia no Estado.


Em todo o Estado de Goiás, a empresa está investindo na automação da rede de distribuição com a instalação de equipamentos de telecontrole, que permitem identificar e corrigir, com mais agilidade e de forma remota, as falhas na rede. O Estado já possui cerca de 1,8 mil equipamentos instalados, em 2019 serão mais 1,5 mil e, em 2020, outros 1,7 mil. Para reforçar o atendimento aos consumidores, a Enel Distribuição Goiás também se comprometeu a aumentar em 60% a capacidade da Central de Atendimento, além de criar um canal exclusivo de atendimento para uma parte dos clientes rurais.


Desde quando assumiu o controle da distribuidora, a Enel Distribuição Goiás já investiu mais de R$ 1,5 bilhão e apresentou melhorias nos índices de qualidade, fiscalizados pela Aneel, tendo a duração média das interrupções do fornecimento de energia (DEC) reduzido em cerca de 6 horas em dezembro de 2018, em relação a dezembro de 2017 - a melhor duração desde dezembro de 2011. Com relação à frequência média de interrupções (FEC), o número alcançado em 2018 é o melhor da história da companhia. A companhia acrescenta que dos 148 conjuntos elétricos em que o Estado é dividido, 101 já apresentaram melhoras no DEC e representam 73% do total de clientes.


Sobre a Enel Distribuição Goiás


A Enel Distribuição Goiás, subsidiária da multinacional italiana Enel, serve a 237 municípios do Estado de Goiás, abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km². A Região Metropolitana de Goiânia representa a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia. (Matheus Asafe/Estagiário/Comunicação interna/Relações com a mídia/Diretoria de Comunicação)




Modernizando a rede elétrica e aumentando as ações de manutenção, contribuindo para a melhoria da qualidade do serviço na região

O que achou dessa Notícia?
4 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Thales Vieira 14/05/2019

    Mico, OG cada vez pior, matéria paga se chama publicidade.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.