Evento chegou ao final...Foram muitas atividades: debates, cursos, mostra de pesquisas, stands, etc... III AGROTECNOESTE deixa marca da boa organização...

07/05/2019

O final desta tarde de sexta-feira foi de encerramento da III Agrotecnoeste, pelo menos, no que diz respeito às atividades da Fazenda Escola. O que ainda restava era uma palestra sobre manejo de bovinos que será, à noite, no auditório. Stands são desmontadas. Entre exposiconistas percebe-se satisfação. O evento foi de alto nível! Os estudantes desta escola federal, os mais presentes na Agrotecnoeste, mostravam alegria com o canto em coro, ao som do violão!!!


.............................


Um dos pontos fortes do evento foram cursos gratuitos para homens e mulheres do meio rural. Equipe do Sindicato Rural e do Senar que cuidam dos cursos transferiram nestes dias suas ações para dentro da Fazenda Escola do IF Goiano. E a movimentação foi intensa. Foram ministrados cursos de Construção de cercas, Doma racional de equinos, Fabricação artesanal de cachaça e de Fabricação artesanal de melado, açúcar mascavo e rapadura. Todos estes ensinamentos garantem mais produtividade e lucratividade nas fazendas.


..............................


Um restaurante com variado cardápio e boa comida dá estrutura para os visitantes da III AGROTECNOESTE.  A cada edição o evento avança em inovações, incluindo comodidade para os visitantes. Um restaurante no local é muito importante já que as atividades são incessantes, uma após a outra. Além do restaurante o evento tem quiosque para  lanches e até uma stand para degustação e venda da Cachaça Vale do Cedro.


............................


A AGROTECNOESTE chega hoje ao último dia, com oportunidade de visita ainda possível no evento. Quem comparece pode apreciar palestras e cursos. São muitas stands, inclusive, de veículos e máquinas. Dentre as stands, há a da Emater, que além de espaço coberto de convivência, existem os canteiros com espécies que são frutos de pesquisas. A Emater faz também no local a comercialização de mudas, com preços a partir de 5 reais. 


...........................


Os alunos do Campus de Iporá do IF Goiano de Iporá, especialmente os de formação para a área rural, são os que mais estão participando da AGROTECNOESTE. Em um dos espaços do evento, em pôsteres, mostram os resultados de suas pesquisas. Em muitas destas a forma como certas espécies vegetais são melhores cultivadas na região. A seção do evento mostra que esta escola federal  enfoca a ciência e a experimentação. 


...........................


O evento é extraordinário! Muito bem organizado, com palestras que aprofundam assuntos interessantes, cursos, mostras técnicas e tecnológicas, etc... Mas o público da AGROTECNOESTE poderia ser melhor, levando em conta seu rico conteúdo e a grande divulgação que foi feita. Todos os eventos dentro da AGROTECNOESTE possuem participantes, mas esse número poderia ser maior. Principalmente produtores rurais deixam de comparecer e de aprender mais... Mas ao final, o público desta terceira edição certamente será maior do que das duas vezes anteriores.  


...........................


Um evento com plantas! Desde muito antes da realização da III AGROTECNOESTE os organizadores plantaram canteiros com espécies diversas, agora mostradas ao público visitante, dentro da área do evento. São plantações temporárias. Algumas delas, hortaliças, cultivadas com modernas técnicas e sistemas eficientes de irrigação. Quem vai ao evento aprende muito sobre produtividade. 


...........................


Em barraca dentro da III Agrotecnoeste, evento desta semana na Fazenda Escola, a Agricultura Familiar está presente, com mostra e venda de diversos produtos. A barraca lá está a convite da organização do evento. Aliás, a Agricultura Familiar participou também das duas edições anteriores da Agrotecnoeste. A barraca tem só o que é produção da região: alimentos não perecíveis, farinha, mel, conservas, licores, produtos derivados da cana, produtos fitoterápicos, garrafadas e até artesanatos e móveis rústicos. A reportagem falou com Silda Lorena, uma das organizadoras da barraca, que nos disse que a proposta é defender produtos locais: mostrar e vender, na mesma ação que já é feita nas feiras livres de quinta-feira e no Zap da Feira (comercialização e entrega por mensagens). Ela disse que o ato de estar na Agrotecnoeste  mostra a união de produtores da Agricultura Familiar que vivem de um legado do Território Médio Araguaia, uma política de apoio ao segmento que o Governo Federal teve e  não tem mais, mas ficou entre estes o sentimento de união e busca da produção e comercialização, dentro de espírito associativo. 


...........................


O evento que ora acontece dentro da Fazenda Escola do IF Goiano não é só de palestras, stands e cursos. Áreas dentro da fazenda estão plantadas. Os visitantes observam canteiros com espécies que são frutos de pesquisas. Uma destas é do capim Áries, espécie apetitosa para bovinos. É uma gramínea cespitosa de ciclo perene, com altura entre 1,2 a 1,5m (planta de porte baixo), alta intensidade de perfilhamento basal e axilar, colmo fino, comprimento do internódio curto, colmo com pouca cerosidade, folha sem pilosidade na bainha, comprimento da lâmina curto de coloração verde clara. O período de florescimento é indefinido e seu ciclo é precoce, fazendo com que a planta floresça diversas vezes ao ano. Este florescimento indeterminado permite a planta manter suas qualidades nutricionais, mesmo florescidas. As palestras da AGROTECNOESTE discorrem muito sobre pastagens.


.........................


Em barraca do Sindicato Rural, dentro da Agrotecnoeste, estão sendo realizados cursos. Um deles, nesta terça e quarta-feira, foi para ensinar homens e mulheres a fazer o açucar mascavo. De cor marrom ou dourada, esse é o açúcar em sua versão mais bruta, e tem essa tonalidade, justamente, por ainda não ter passado pelo processo químico de refinamento, o que faz com que ele preserve algumas vitaminas e minerais. Por ainda conservar o melaço da cana, o sabor é mais forte, sendo próximo ao da cana-de-açúcar. Isso costuma desagradar algumas pessoas e exige um tempo maior até que haja uma reeducação do paladar. Sob a barraca é feita a moagem da cana e preparo desse açucar. Os que fizeram o curso demonstram satisfação com o aprendizado para preparo desse alimento.


A manhã desta quarta-feira, 8, segundo dia da AGROTECNOESTE, foi de palestras com renomados técnicos, tendo como enfoques os desafios da produção. Houve mesa redonda sobre os desafios da implantação e condução de sistemas integrados de produção agropecuária. Mateus Arantes Gustavo Cruvinel e Tiago Paim foram palestrantes. O manejo de pastagens em sistemas integrados foi assunto desenvolvido por André Soares Brugnara (MAPA). A manhã foi também de apresentações das ações do IF Goiano, com Darliane de Castro Santos.


A tarde de ontem, terça-feira, 7, primeiro dia da AGROTENOESTE, foi de mostra para o público de experimentos feitos dentro da Fazenda Escola sobre a forma certa de alimentar vacas leiteiras para que tenham boa produtividade. O foco é a mostra de alimentos enérgicos para as vacas leiteiras: silagem, silagem de grão úmido e abóbora. Busca-se a suplementação ideal para estas vacas. Foi dito sobre o que já foi conseguido e sobre o que ainda se pesquisa. Desde esta terça e até sexta-feira, sempre às 15 horas, haverá mostra de experimentos com vacas leiteiras. O IF Goiano faz isso dentro de uma parceria público-privada já que 12 vacas que lá estão foram cedidas por produtores rurais: Aristides, Núbia e Claiton Alves dos Santos. O professor Eduardo Carvalho, um dos que estão a frente dos experimentos, convida os produtores de leite para que compareçam nesta mostra sobre resultados.


A Agrotecnoeste – Feira de Potencialidades do Oeste Goiano é um evento promovido pelo Instituto Federal Goiano – Campus Iporá que busca promover a integração e o compartilhamento de informações e experiências entre instituições e os diversos setores produtivos da região.


A abertura foi na manhã desta terça-feira, 7, com presença da direção do IF Goiano, parceiros e autoridades.


O professor Paulo Salviano, coordenador do evento, na abertura, destacou a importância de participação de muitos parceiros e disse da importância na relação entre escola federal e o setor produtivo da região. Estavam presentes o reitor Vicente Almeida e outros da direção do IF Goiano, o prefeito Naçoitan Leite, representantes de Emater, Embrapa e Secretaria da Agricultura. Estiveram presentes alguns vereadores e representantes do deputado federal José Mário Schneider e o senador Vanderlan Cardoso. O público era de alunos, empresários e membros diversos da comunidade.


Além da exposição e comercialização de produtos e serviços, a Agrotecnoeste conta com palestras, oficinas, minicursos, apresentação de resultados de pesquisas, apresentações artísticas, entre outras atividades.


A feira que começou vai até sexta-feira, 10, na Fazenda Escola do IF Goiano – Campus Iporá e tem entrada livre ao público.


PRIMEIRAS IMAGENS

O que achou dessa Notícia?
12 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • JOSÉ LUIZ DE ANDRADE 11/05/2019

    O problema deste evento é que é realizado em plena campanha de vacinação. Eu mesmo poderia ter ido, não fui, pois estou vacinado. Se quiser atender realmente o público rural, mude para o próximo mês.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.