Dados do Caged mostram Iporá em retrocesso no mercado de trabalho de final de ano

05/01/2020
empregos-em-goias05012020.jpg

Persiste em Iporá a pouca oferta de trabalho, com o desemprego, consequentemente, em alta.


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), contidos no site da Secretaria do Trabalho e que faz parte do Ministério da Economia, mostram dados até novembro de 2019 e de meses anteriores.


A situação de Iporá foi negativa para o mês de novembro passado. O número de trabalhadores admitidos é menor do que o número de desligados. Mais se demitiu do que contratou.


Em novembro, mês de véspera das vendas natalinas, apesar desse fator que seria estimulante para contratações, o saltou ficou negativo em 5. Foram 113 contratações e 118 demissões. O Caged faz o levantamento com base em carteiras assinadas no período.


Mas se levarmos em conta os últimos doze meses, a situação passa a ser positiva. Foram 1.851 contratados, enquanto que os demitidos foram 1.568. O saldo a favor, em doze meses, ficou em 283. Dados do Caged mostram que um mercado de trabalho que vinha emergente, sofreu queda no final de ano.


As áreas que em Iporá mais movimentam o mercado de trabalho são: serviços, comércio, construção civil, indústria de transformação e agropecuária.


O que achou dessa Notícia?
4 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.