Movimento é lançado para que pessoas atuem mais em defesa da região

26/10/2020
eu-apoio-o-oeste-goiano26102020.jpg

Ser um “oestino” é algo que precisa despertar orgulho e a consequente defesa de interesses regionais. Com este foco está sendo lançada uma campanha que se pretende que seja permanente.


A ação é para que estes 43 municípios deste lado do estado, numa área territorial conhecida como OESTE GOIANO, tenha uma identificação própria e que passe por um certo sentimento a ser cultivado, fator que leva, de forma automática, as pessoas moradoras da região em se sentir motivadas na auto defesa deste território.


Identificar os dessa terra como “oestino” não é algo tão novo. Isso já fora dito pelo jornalista iporaense Noildo Miguel (falecido em 2008) e por outras pessoas como o empresário Vilton Pereira (também de Iporá) e pelo consultor empresarial Benedito Cardoso (de São Luís de Montes Belos).


Esta busca de auto afirmação da região ganha força agora com o Coronel Almeida (Aparecido Correia de Almeida), militar da reserva remunerada e, produtor rural da região de Moipora. Aquilo que ficou em muitas teses e palavras ele está trazendo para efeitos práticos.


Segundo ele, a região tem que passar a ter essa auto estima e uma luta acima de partidos e de cidades, com pensamento focado em todo um lado do Estado que clama por transformações em todos os segmentos.


O fortalecimento político e que resulta em vinda de benefícios é o mais importante, mais que é possível a partir do cívico sentimento em torno de interesses comuns pelos quais clamam municípios como Iporá, São Luís de Montes Belos, Palmeiras de Goiás, Anicuns, Jussara, Piranhas, Caiapônia, Aragarças e tantos outros. São mais de quarenta e tres municípios em um mapa que define esta região, tal como a Secretaria Estadual de Planejamento (Segplan) assim fez, alguns anos atrás. A regiao soma mais de 400 mil habitantes.


Alguns chegam a dizer que esta região é a segunda mais pobre do Estado, perdendo apenas para o nordeste goiano. “Isso precisa mudar e a grande transformação virá com o sentimento de união de todos nós e muitas ações conjuntas que são possíveis”, afirma o Coronel Almeida.


Com o Oeste Goiano Jornalismo e Serviços, empresa que apoia esta luta e que inclusive leva o nome da região, conversou o Coronel Almeida, o qual nos pontuou que algumas ações já foram deflagradas em prol da auto estima da região.


Quem anda por aí pode ver em alguns veículos um adesivo que é um coração amarelo, no qual está escrito: “Eu apoio o Oeste Goiano. Vamos junto nesse projeto”.


Comunicar e criar a identificação é só o começo, afirma o Coronel Almeida, depois virão os eventos e as ações, mobilização em massa da comunidade regional, prevê ele, entusiasmado em despertar todo o povo de uma região, de municípios de terras férteis e povo trabalhador, onde a realidade econômica poderia ser exatamente o oposto do que vemos hoje.


Este veículo de comunicação vai acompanhar o passo a passo do movimento em prol do Oeste Goiano.


O que achou dessa Notícia?
11 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.