Jogador da Associação teria cometido racismo

23/03/2010

Conforme informações da própria Liga Iporaense de Futebol e ainda  de Francinaldo Soares que atuou como auxiliar de arbitragem no jogo de sábado passado, 20, em Piranhas,  o jogador da Associação, Murilo Ferreira Gomes, teria cometido o crime de racismo contra o jogador Rayoni R. Oliveira, vulgo Café, do time do Serra Negra. Segundo Agnaldo Cardoso, secretário executivo da LIF, durante lance do jogo, o atleta do time iporaense, exaltado, dirigiu palavras ao adversário que caracterizam racismo. Raoni é da raça negra. Segundo Agnaldo Cardoso, o fato consta em súmula do jogo e foi lavrado também Boletim de Ocorrência da Polícia Militar.  . Pelo Art. 1º Lei Nº 7.716, de 5 de janeiro 1989, serão punidos, na forma da Lei, os crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor, etnia, religião ou procedência nacional. Ainda não se sabe sobre o andamento do caso no jogo em Piranhas


O que achou dessa Notícia?
0 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.