Apagão no estádio impede a realização do jogo Iporá x Itumbiara. Jogo fica para esta manhã de quinta-feira, às 10 horas

31/01/2018
apagao-em-estadio-de-futebol31012018.jpg

Antes de 10 minutos do primeiro tempo o Estádio Ferreirão escurece

Em minutos iniciais do jogo desta noite de quarta-feira, 31, no Estádio Ferreirão, em Iporá, o jogo válido pelo Campeonato Goiano, entre Iporá e Itumbiara, foi interrompido. Um apagão deixou o estádio às escuras, fato que não é novidade nesta praça de esportes. Em outras ocasiões apagão já impediu a realização de jogos. 

O árbitro do jogo, Bruno Rezende, trinta minutos depois de iniciada a paralização, suspendeu a partida e, em conversa entre as partes, incluindo a representação da Federação Goiana de Futebol (FGF), decidiu-se por recomeçar o jogo de onde parou. Será às 10 da manhã desta quinta-feira, primeiro de fevereiro, no mesmo local. 


O apagão e a suspensão do jogo foi um vexame para Iporá, diante de todo o futebol goiano. A diretoria insistiu em levar a partida para a noite, correndo um risco que era previsível. A iluminação do Estádio Ferreirão nunca foi satisfatória.

Questionado pela decisão de fazer jogo à noite, o presidente do Clube, Valdivino Pains, disse que se tratou de uma fatalidade, uma vez que na segunda-feira passada, à noite, a iluminação foi testada, a custa de gerador elétrico, quando ficou ligada por 3 horas, sem que houvesse queda. 

Uma explicação no final do jogo foi de que o problema não foi com gerador. Eram dois aparelhos: um em uso e outro de reserva. Mas o apagão foi causado por problema na instalação. Segundo um entendido, o problema foi em uma das torres. Avalia-se que a fiação do estádio é incompativel para a carga elétrica.

Vexame e despesas para o Iporá Esporte Clube e para a cidade 


O fato soou de forma horrível para Iporá, cidade e time. Quanto a cidade pela precariedade da iluminação de seu estádio, inaugurada há 7 anos atrás. E o time vai amargar multa e despesas. A FGF deve arbitrar uma multa ao Iporá Esporte Clube pelo transtorno causado ao adversário e a torcida. A diretoria do mandante do jogo terá que pagar as despesas extras que o time visitante terá: hotel e restaurante. Para um time com poucos recursos financeiros, é mais uma decepção. E ao decidir fazer o jogo à noite a ideia era exatamente de se se ter mais torcedores no Estádio Ferreirão. A estrategia não deu certo. Trouxe foi vergonha para toda cidade.

O que achou dessa Notícia?
28 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.