Prefeito interrompe com suspensões 30 contratos de professores

08/05/2020
nacoitan-araujo-leite-ipora08052020.jpg

Pelo Decreto Municipal de nº 205, de 30 de abril de 2020, o prefeito municipal de Iporá, Naçoitan Leite (PSDB), suspendeu 30 professores da rede municipal de ensino que foram contratados recentemente para atuação temporária, o que ocorreu sem aviso prévio e para a surpresa dos profissionais que ficaram sem salários em plena ocasião de pandemia que traz consigo a crise econômica. A suspensão  dura o período de pandemia.


Para suspender os contratos dos professores o prefeito argumentou com a existência da pandemia do Coronavírus, quando saúde é o mais importante e levando em conta a situação de calamidade pública no município conformes dois decreto (estadual e municipal) e considerando a nota técnica 01/2020, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, que recomendou a suspensão dos contratos temporários em razão de não existência de aulas presenciais, dentre outras razões.


Mas a surpreendente medida do prefeito desagradou os professores que tinham sido escolhidos e contratados, imaginando um período em que teriam como ocupação profissional garantida.


Em defesa dos professores reagiram oito vereadores da Câmara Municipal: Adriano Coutinho, Divino Pirigoso, Marinho da Mata, Suélio Gomes da Silva, Carmo Freitas Campos, Eurides Laurindo Ferreira, Paulo Alves e Wenio Lima (Pirulito).


Os vereadores encaminharam ao prefeito o seguinte ofício:






O Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sintego) também foi em defesa dos professores demitidos. A nota da entidade é a seguinte:





Professoras demitidas:


O que achou dessa Notícia?
17 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.