Sai portaria que instala Colégio Militar. Falta nomeação de diretor

03/12/2017
preparacao-de-colegio-militar03122017.jpg

Pela portaria Nº 10002/2017 – PM foi ativado e instalado o Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás Ariston Gomes da Silva, na cidade de Iporá. Esse foi um passo importante na documentação. Ainda falta sair a nomeação de um militar que será o diretor. Silvânea Toscana, atual diretora, estará numa condição de vice, cuidando mais da área pedagógica.


A portaria de criação do Colégio Militar Ariston Gomes da Silva se deu no uso de suas atribuições legais que conferem o § 3º do art. 3º c/c art. 4º da Lei nº 8.125 de 18 de julho de 1976, e considerando o disposto na Lei nº 19.880, de 01 de novembro de 2017, que dispõe sobre a criação do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás – CPMG.


Com a nomeação do diretor, a sair nesta semana que ora se inicia, estarão sendo esclarecidos os procedimentos para matrículas e demais decisões iniciais.


A portaria que foi assinada pelo Comandante da Polícia Militar do Estado de Goiás, Coronel Divino Alves, determina que deverá a PM se inteirar sobre as instalações físicas que sediará este colégio, bem como das normas, convênios e diretrizes que regem os CEPMGs para o fiel cumprimento de sua missão;
II - elaborar um planejamento de suas ações, visando o início das aulas do ano letivo.
III - indicar Policiais Militares com perfil adequado ao tipo de atividade a ser realizada no âmbito do Colégio Estadual da Polícia Militar.


Ao Comando de Gestão e Finanças, Comando de Ensino, Comando de Apoio Logístico e Tecnologia da Informação e a Base Administrativa, deve-se adotar as medidas necessárias para o cumprimento da portaria, visando dar condições de funcionamento a unidade ativada.

O que achou dessa Notícia?
19 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.