Amarildo afasta-se do Sindicato para cuidar da sua pré-candidatura

01/02/2014
DSC_0672.jpg

Aconteceu no final do dia de ontem, 31 de janeiro, na sede do Sindicato Rural de Iporá, Diorama e Israelândia, reunião ordinária da diretoria para fazer prestação de contas anual dos gastos da entidade. Foi anunciada pela Focus Contabilidade, empresa que faz os serviços contábeis da entidade, que a atual diretoria assumiu uma dívida deixada pela gestão anterior no valor de R$ 197.198,96, do perído do ex-presidente Arthur da Costa Barros Filho, a qual foi sanada perante fornecedores e encargos sociais. Amarildo frisou em suas palavras que, após pagar os débitos deixados pela gestão anterior, ele conseguiu fechar o caixa do ano de 2013 da entidade com um saldo positivo de R$ 12.243,06.


Em reunião realizada em sua residência, dias atrás, com atual diretoria Amarildo anunciou aos presentes que estaria pedindo um afastamento do cargo de presidente do Sindicato Rural durante um período de 120 dias para resolver problemas pessoais. De fato, isso ocorreu no dia de ontem, durante reunião ordinária promovida pela diretoria para a prestação de contas. A partir de hoje , primeiro de fevereiro, Ivan Rufino, até então vice-presidente, assumiu a presidência interinamente, com a missão de iniciar, juntamente com atual diretoria, os preparativos da 29° Exposição Agropecuária. O desafio é grande. Há a lembrança do evento do ano passado que deixará saudades, tida como a melhor Pecuária já realizada em Iporá.



Contas


No decorrer do ano de 2013 o Sindicato presidido por Amarildo Martins movimentou R$ 1.404.887,92 de receita e R$ 2.120.043,30 de despesas e um deficit de R$715.155,38, o qual ele assumiu através de sua empresa Renascer Agronegócio Ltda.


Sindicalizados pediram mais esclarecimentos a Amarildo sobre dívidas do Sindicato com sua empresa feita no decorrer do ano de 2013. Amarildo foi enfático em sua fala: “Eu venho de uma família criada com princípios e tradições onde uma fala de um homem não volta atrás. Pela segunda vez quero que fique registrado em ata e reconhecido em cartório a decisão de hoje: caso o sindicato não consiga receber dos patrocinadores o valor prometido para a 28° exposição até o dia 18 de novembro de 2015, quando encerra o mandato desta atual diretoria, eu rasgarei a nota promissória e o sindicato deixará de dever para minha empresa”. Afirmou Amarildo Martins ao público presente e foi lavrado em ata. Ele acrescenta que tranquiliza sindicalizados sobre isso e que tranquiliza também a cidade e a região de que não haverá nenhum dano ao patrimônio da entidade. Repete que voltou para Iporá foi para ajudar a cidade e isso está acontecendo.


Esclarecendo melhor o fato anterior: foi prometida uma emenda parlamentar no valor 100 mil reais pelo deputado estadual licenciado e atual Secretário de Articulação Politica, Joaquim de Castro (PSD) e três shows ao sindicato rural pelo o governo do estado na ordem de 315 mil reais, sendo que nesses dias os portões do parque de exposição estaria aberto à população, o compromisso foi comprido pelo Sindicato, mas o repasse do governo não ocorreu. Com isso, iniciou a dívida, a qual foi quitada pelo Amarildo Martins na esperança de que o valor que ainda venha a ser depositado por parte do Estado.


Em sua fala Amarildo fez uma breve prestação de serviços realizado no Parque de Exposição com melhorias nos banheiros sanitários e nos galpões de expositores. Disse que seu retorno a cidade de Iporá é para contribuir com a cidade em melhorias. Prova disso foi a realização da melhor exposição ocorrida naquele recinto. Ao falar de seu afastamento de 120 dias, ele acredita e confia no poder de Ivan Rufino a frente do Sindicato durante esse período. Caso haja necessidade de seu retorno antes, ele não fugirá de suas obrigações, afirmou ele. Amarildo Martins, filiado ao Partido Progressista (PP), tem pretensões em disputar as eleições neste ano de 2014 e representar a região oeste de Goiás na Assemblèia Legislativa, que na sua visão é uma região esquecida pelos políticos atuais.


Uma das novidades da nova Diretoria é também a ascensão de Natanael Mendes Rodrigues (Natim) ao cargo de secretário. Na reunião, ele fez uso da palavra para enaltecer o trabalho de Amarildo Martins em 2013 à frente do Sindicato. Afirmou que a melhor exposição agropecuária foi a realizada em sua gestão (julho passado). Sobre a dívida que o Sindicato tem para com a sua empresa (Renascer Agronegócios) ele afirma que dificilmente será quitada e diz confiar no propósito de Amarildo de rasgar a nota promissória no último dia do mandato, conforme o prometido e lavrado em ata.

O que achou dessa Notícia?
20 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.