Mais recursos do Conselho da Comunidade garantem continuidade de obra do galpão no presídio de Iporá

04/07/2020
fabricio-cunha-conselho-da-comunidade04072020.jpg

Fabrício, presidente do Conselho da Comunidade e Yan, diretor local do presídio

O Conselho da Comunidade da Comarca de Iporá, na pessoa de seu presidente, o advogado Dr. Fabrício Cunha, anuncia novos recursos para segunda fase da construção do Galpão na Unidade Prisional de Iporá (UPI). Trata-se de um galpão para a finalidade de empreendimento na área de confecção e que vai usar mão de obra de presos.


O recurso, no valor de R$ 10.800,00 (dez mil e oitocentos reais), vem de penas pecuniárias na Comarca de Iporá, os quais o Juiz Dr. Samuel João Martins destina para que o Conselho da Comunidade faça investimentos. Com os recursos foram adquiridos vários materiais para esta etapa da obra.


A Unidade Prisional Regional (UPR) de Iporá vem obtendo significativas melhorias. A UPR recebeu recentemente, conforme antes já tinha sido anunciada, a instalação dos equipamentos e do sistema para realização de videoconferências entre presos, juízes e pessoas cadastrados no sistema de visitas da instituição.


A medida visa garantir o contato entre as partes, ainda que de forma virtual, visto que as visitas presenciais estão suspensas em todos os estabelecimentos penais do Estado, devido à pandemia do novo coronavírus.


O sistema vai contribuir em muito para a realização de videoconferências de audiências judiciais com detentos da UPR. A montagem dos equipamentos e de softwares foi executada pela Gerência de Tecnologia da DGAP.

O que achou dessa Notícia?
9 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.