Mandado de busca e apreensão recolhe documentos de processo eleitoral do Sindicato Rural

12/11/2015
eleicao-de-sindicato-rural-1211.jpg

Ação da Polícia Civil na manhã desta quinta-feira na sede da entidade

A Polícia Civil de Iporá, sob o comando do Delegado de Polícia desta cidade, Ramon Queiroz, deu cumprimento a um Mandado de Busca e Apreensão expedido pelo juiz da Comarca de Iporá, em desfavor de Amarildo Martins Mariano, presidente do Sindicato Rural.


O mandado foi cumprido na manhã de hoje, quinta-feira, 12, na sede do Sindicato, por volta das 10:00 e teve a ver ainda com as eleições que seriam realizadas em 14 de outubro, o que nãoo correu devido a atitude de invasão ao Sindicato.


O cumprimento de mandado de busca e apreensão contou com a participação de 8 policiais civis, na tentativa de localizar documentos que possam ter sido utilizados fraudulentamente nas eleições sindicais desse ano. Foi localizado e apreendido o processo eleitoral sindical, onde consta toda a documentação utilizada nessas eleições, bem como livros cartorários, que serão examinados agora pela Polícia.


Sobre a Assembleia Geral deste sábado, 14, está mantida. O dia será de prestação de contas (pela manhã) e de eleição (pela tarde). Ambos os grupos que disputam o Sindicato devem apresentar candidatos para a Junta Governativa (um governo provisório). Amarildo não tem mais interesse em se candidatar.


Mas César Lima, ligado a ele (atual tesoureiro) deverá manifestar em Assembleia Geral por interesse em ser presidente interino. Pela oposição, Adailton Leite deverá manifestar o mesmo interesse de também se candidatar.

O que achou dessa Notícia?
27 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.