Após semana de treinamentos time segue para jogo em Rondonópolis

14/06/2019
jogador-danilo-ribeiro14062019.jpg

Otimismo em treinamentos do Iporá: Everton no gol, no lugar de Lenon. Danillo Ribeiro é filho da terra e titular no time

Nesta sexta-feira, 14, o time do Iporá Esporte Clube, viaja para Rondonópolis, onde às 19 horas de domingo, no Estádio Luthero Lopes, enfrenta o União, em jogo já na segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro, em sistema de mata-mata, com jogo de ida e volta e eliminação de um dos competidores. Por ter se classificado em primeiro no grupo, faz a ida primeiro e depois o jogo da volta, no final de semana seguinte, domingo, 23.


A sexta-feira para o elenco é de coletivo apronto e depois a viagem, que desta vez não será de avião e sim em ônibus fretado. A semana foi de treinamentos que já trouxeram alteração no time. O jogador Cardoso, que foi o de mais destaque no time, está fora do plantel. Ele é cedido pelo Grêmio Anápolis e já se sabia que ele estaria no time somente na fase classificatória. É que Cardoso foi cedido para um time de Portugal e precisa passar por uns dias de descanso para depois seguir para o futebol europeu.


Ao entrevistar o técnico Guilherme Gomes e perguntá-lo sobre como fará para substituir Cardoso, ele disse que tem três alternativas: Eucarlos, Renato Xavier e Paulo. E afirmou que vai escalar Eucarlos, tendo em vista a característica pessoal desse jogador em relação ao sistema tático do time. Guilherme reconhece que Cardoso fará falta, pois é jogador veloz, que foi importante nas assistências e que até fez gol na fase classificatória.


Outro desfalque é o goleiro Lenon que continua sendo substituído por Everton. No mais, o time é o mesmo. Iporá joga em Rondonópolis com toda atenção do público goiano, afinal, é o único do Estado que avançou para esta fase seguinte da Série D.


Este bom desempenho tem a ver com Guilherme Gomes, antes na função de diretor de futebol e, numa situação de emergência, passou a comandar o time e ter bons resultados. Perguntando se passa a sentir uma pessoa com potencial profissional para esta função, Guilherme desconversa e diz que o que fez foi somente em nome do Iporá, para atender a uma situação de emergência, depois da dispensa do treinador de início do campeonato.

O que achou dessa Notícia?
8 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.