Cronista avalia: IPEC tem boa chance de se manter na elite, mas pode cair

20/04/2021
jose-rosa-silva20042021.jpg

José Rosa: Narrador esportivo na Rádio Nova Onda

Na véspera da última rodada da fase classificatória do Campeonato Goiano, a se realizar nesta quinta-feira, 22, com todos os jogos às 15:30 horas, o cronista esportiva José Rosa Silva fez, a pedido do Oeste Goiano, uma ampla análise das possibilidades do time iporaense ser rebaixado, de se manter  na elite e até de se classificar para a fase seguinte do certame. 


O imblóglio maior é sobre o que acontecerá com Iporá e Jaraguá, os dois que duelam para não cair, com o time iporaense, agora depois da vitória desta segunda-feira, em bem melhor situação do que a equipe jaraguense. Iporá vai enfrentar o forte Goiás lá na capital. O Jaraguá joga em casa, mas é contra o Vila Nova, que também é forte, talvez em momento até melhor do que o Goiás. A diferença entre os dois (Iporá e Jaraguá) é de 3 pontos a favor do Lobo Guará. 


Veja as afirmações de José Rosa, cronista esportivo que atua como narrador na Rádio Nova Onda FM:


1º -  Iporá consolida sua condição de time de elite, sem depender de ninguém e chance nenhuma de cair se, pelo menos, empatar com o Goiás. Esse tem que ser o principal objetivo do Lobo Guará.


2º - Iporá será rebaixado se perder para o Goiás e se o Vila Nova for derrotado pelo Jaraguá, uma vez que, neste caso, o time jaraguense, fica com mesmo número de pontos do Iporá, mas em vantagem em número de vitória e saldo de gols. 


3º - Iporá pode também se classificar se vencer o Goiás e se o Goianésia, nesta rodada, não vencer o Aparecidense. Iporá iria para 13 pontos e ficaria em melhor posição do que Goiás e Goianésia. Neste caso, Iporá se classificaria em terceiro lugar. 


4º - Iporá ainda tem 8% de chance de cair, já que para isso acontecer o Iporá tem que perder e o Vila Nova também tem que ser derrotado pelo Jaraguá. 


Boa sorte para o Iporá!

O que achou dessa Notícia?
10 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente