Carta de Fazenda Nova emitida pela Maçonaria pede redução da maioridade penal

26/08/2014
carta de fazenda nova 01.jpg

Em encontro das lojas maçônicas do Vale do Araguaia realizado neste domingo, 24, na cidade de Fazenda Nova, uma das decisões tomadas foi a elaboração de um documento no qual os maçons reivindicam do Legislativo brasileiro (Senado e Câmara dos Deputados) agilidade na votação do Projeto de Emenda Constitucional (PEC) que reduz para 16 anos a maioridade penal.


O documento foi assinado por onze lojas maçônicas do Vale do Araguaia e leva o nome de "Carta de Fazenda Nova". Será encaminhado ao Senado e Câmara Federal. Conta com o apoio do Grão Mestre do Grande Oriente do Estado de Goiás Luiz Carlos de Castro Coelho.


Advogados maçons, a exemplo de Paulo Carneiro (Jussara), Estevão Batista de Morais (Iporá) e Décio José Silva (Fazenda Nova), estiveram à frente da elaboração da Carta de Fazenda Nova. O documento enfatiza que atualmente os que possuem entre 16 e 18 anos possuem plena consciência de seus atos e cometem crimes pois sabem que ficarão impunes.

A Carta de Fazenda Nova:






O que achou dessa Notícia?
7 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.