Dezenas de mulheres vestidas de preto clamam por Justiça no Caso Vanessa

06/10/2017
nilva-camargo06102017.jpg

Nilva Camargo reclamou da Justiça em frente ao Fórum, exigindo prisão para acusado da morte da filha

A partir de 17 horas desta sexta-feira, 6, dezenas de mulheres vestidas de preto, acompanhadas de alguns homens, fizeram manifestação em frente ao Fórum de Iporá, clamando por justiça no Caso Vanessa. A revolta surgiu com a liberdade de Horácio Neto que é acusado da morte da esposa e que ganhou liberdade nesta quinta-feira, depois de cumprir prisão por apenas 30 dias.


As mulheres manifestantes, com faixas cartazes e carro de som, fizeram um protesto pacífico, mas incisivo, inconformadas com o que classificam como impunidade para um crime que ganhou repercussão em todo o Estado.


Nilva Camargo, mãe da vítima, fez um pronunciamento em microfone, expressando profundo pesar em relação a todo que está acontecendo. Reclamou da Justiça e disse da frieza do crime praticado, de alguém que, segundo ela, é um ator que chorou no velório e foi na missa de sétimo dia de sua filha. Outras mulheres também falaram, todas protestando contra a soltura do acusado. Depois do ato em frente ao fórum, elas desfilaram palas ruas da cidade rumo ao Lago Pôr-do-Sol, onde também houve a manifestação.


Links de outras reportagens sobre o mesmo assunto:


https://www.oestegoiano.com.br/noticias/policia/novo-advogado-entra-em-defesa-de-suspeito-no-caso-vanessa

https://www.oestegoiano.com.br/noticias/policia/preso-marido-de-vanessa-mulher-assassinada-em-suposto-assalto


https://www.oestegoiano.com.br/noticias/policia/ontem-foi-dia-da-reconstituicao-do-crime-que-vitimou-vanessa-camargo

O que achou dessa Notícia?
68 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.