MP deflagra Operação Contrapartida em Jaupaci

20/01/2020
mp-israelandia20012020.jpg

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) deflagrou, nesta segunda-feira (20/1), a Operação Contrapartida, que apura suposta prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na Câmara Municipal de Jaupaci.


A investigação, que dura, aproximadamente, oito meses, é coordenada pela Promotoria de Justiça de Israelândia, e conta com o apoio do Centro de Inteligência do Ministério Público (CI).


A operação está sendo executada com auxílio da Polícia Militar. Participam 4 promotores de Justiça e 13 policiais militares, que cumprem, na manhã de hoje (20/1), um mandado de prisão preventiva contra o presidente do Legislativo municipal um mandado de busca e apreensão nas dependências da Câmara de Jaupaci. Os mandados foram expedidos pelo juízo da comarca de Israelândia.


As investigações do MP-GO apuram suposta prática da chamada “rachadinha”, em que o agente público, em razão do cargo que ocupa, solicita a devolução de parte da remuneração recebida pelo contratado pela administração pública. (Cristiani Honório, com informações da Promotoria de Justiça de Israelândia /Assessoria de Comunicação Social do MP-GO).

O que achou dessa Notícia?
40 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.