MP vê Irregularidade na compra de medicamentos. Gestão ainda não se manifestou sobre o assunto

06/07/2013
ipora-saude-publica.jpg

Saiu ontem, sexta-feira, 5, no site do Ministério Público de Goiás (www.mp.go.gov.br) noticia informando sobre um inquérito civil público que apura suposta irregularidade na compra de medicamentos, em Iporá. O alvo é a a gestão municipal. Assim que soube da notícia, o OG procurou a Prefeitura para que manifestasse sobre o assunto, já que na matéria publicada no site do MP a Administração não foi ouvida. A Prefeitura ainda não nos enviou sua versão para o fato. Segue a notícia transcrita do site do Ministério Público:


O promotor de Justiça Vinícius Castro Borges instaurou inquérito civil público para apurar denúncia de que o município de Iporá teria adquirido R$ 200 mil em medicamentos neste ano sem o devido processo licitatório. Segundo ponderou o promotor, a medida visa assegurar a boa gestão dos recursos e a prestação de serviços públicos.


Ele acrescenta ainda que é necessário que o controle de medicamentos seja feito por meio de um sistema informatizado, que possibilite a qualquer cidadão acesso aos dados. Com esta ferramenta, é possível que o paciente saiba quando será atendido e também se o município possui o medicamento a ele prescrito, ou se fará a aquisição.


Contudo, relatório da Controladoria-Geral da União encaminhado ao MP apontou graves deficiências no controle de medicamentos pela Secretaria Municipal de Saúde. Além da falta de sistema informatizado, foram observadas falhas na alimentação do sistema atual apresentando divergências de quantidades de medicamentos lançadas no sistema e encontradas no estoque.


Assim, o promotor determinou a realização de diligência no site do Tribunal de Contas dos Municípios para averiguar se houve a aquisição de medicamentos pelo município sem licitação. Foram requisitadas ainda cópias dos contratos e dos procedimentos licitatórios e de dispensa de licitação, com a respectiva publicação no Diário Oficial. (Cristina Rosa - Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

O que achou dessa Notícia?
4 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.