Preso elemento que abateu em caçada ave Jaó e um veado campeiro

24/10/2021
5faeb9fa-66d3-46c5-8574-242d6a3a672224102021.jpg

Em menos de 10 dias, equipes do Batalhão Ambiental nesta região de Iporá desarticularam duas situações de caça. Operações continuam por todo estado, visando o combate a caça e o tráfico de animais silvestres. 


Na operação mais recente, o Comando de Operações do Cerrado, atuou numa posse ilegal de arma de fogo, pesca e caça de animais silvestres. O acusado preso tinha abatido a tiros, cerca de duas espécies, sendo um Jaó, (Crypturellus undulatus) e um veado campeiro (Ozotoceros bezoarticus), que estão listadas na Red List, da IUCN, The International Union for Conservation of Nature. Segundo ICMBIO a caça e o tráfico estão entre as principais causas de ameaça a conservação da espécie no País.


Isso foi neste sábado, 23 de outubro, quando a equipe da 1° CIA do Batalhão da Policia Militar Ambiental, subordinado ao Comando de Operações de Cerrado (COC), deslocou até o município de Bom Jardim de Goiás, proximidades de divisa com Estado de Mato Grosso, para averiguar denúncia anônima de caça de animais silvestres.


No local, a equipe abordou um indivíduo sendo encontrado e apreendido 193 objetos utilizados para caça de animais silvestres e pesca predatória, além de armas utilizadas para caça. 


■ 1 - Rifle .22;


■ 1 - Espingarda calibre .36;


■ 1 - Espingarda calibre .32;


■ 03 - Cartuchos de calibre .38 deflagrados;


■ 07 - Cartuchos de calibre .28 deflagrados;


■ 03 - Cartuchos de calibre .20 carregados;


■ 02 – Bala Ideal de calibre .36;


■ 03 – Frasco de chumbos;


■ 01 – Frasco de Pólvora;


■ 02 – Soca bucha para cartuchos;


■ 01 – Saca espoleta de marca Rossi;


■ 07 - Cartuchos de calibre .36 carregados;


■ 04 - Cartuchos de calibre .36 deflagrados; 


■ 01 – Cartucho de calibre .32 deflagado;


■ 20 - Munições ogival de calibre .22 intactas;


■ 03 – Munições ogival de calibre .32 intactas; 


■ 01 – Cartucho de calibre de .32 deflagrado; 


■ 27 – Espoletas;


■ 02 – Armadilhas para caça;


■ 01 – Gandola camuflada verde, para caça;


■ 01 – Calça camuflada verde, para caça;


■ 01 - Chapéu camuflado verde, para caça;


■ 01 – Toca ninja de cor preta, para caça;


■ 01 – Rede de espera


■ 03 – Embornal;


■ Estilingue;


■ 01 – Celular Samsung A01 de cor vermelha; 


■ 60 – Pindas para pesca predatória; 


■ 30 – Boias para pesca predatória;


■ Rede malha 20’’ para captura de Paraíba (Brachyplatystoma filamentosum); 


■ Rede malha 12’’ de 20 metros;


■ Rede malha 12’’ de 15 metros;


 


Diante dos fatos, observado os termos da Lei Federal n° 5.197/1997Art. 1º; Art. 7º; Art. 10, b, c, d, i.; Lei Federal de Crimes Ambientais 9.605/1998, Art 29, § 4º III, e Decreto 6.514/2008, Art 24, bem como os termos da Lei 10.826 /2003 em seu Art 14, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, foi dada voz de prisão, ao indivíduo que foi conduzido para delegacia de polícia civil, na cidade de Aragarças-GO. 


Disque Denúncia, Orientação ou Link:


Whats (62) 9 9611-2182 / (64) 9 9671-5572 / (62) 3503-1419 / (64) 3622-1965


https://www.denunciaambiental.com


Servir e proteger. Inclusive o Meio Ambiente.

O que achou dessa Notícia?
11 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente