Piranhas: Promotor orienta que festa barulhenta não seja em área residencial

02/06/2018
festa-barulhenta-e-mp02062018.jpg

O promotor de Justiça Luis Gustavo Soares Alves recomendou ao prefeito de Piranhas, Eric de Melo Silveira, e ao organizador do evento conhecido como Motoshow, Wesley Faustino Magalhães, a adoção de uma série de medidas visando acabar com os transtornos que afetam a população em razão da realização da festa em área residencial da cidade.


O objetivo é que a festa não seja mais realizada na Avenida JK, entre a Rua Rezende Monteiro e a Avenida Rio Branco, em Piranhas. O promotor explica que essa festa acontece anualmente, com duração de dois dias, e está em sua 13ª edição. O que ocorre, no entanto, é que o local de sua realização tem provocado a perturbação do sossego gerado pelo barulho ensurdecedor devido às manobras das motocicletas e ao som automotivo, impedindo ainda o tráfego na via pública. O local, segundo aponta o promotor, é estritamente residencial, inclusive com um hospital a 400 metros do local da festa.


Conforme apurado pelo MP, a festa, ocorrida no último final de semana, foi precedida de autorização de uso de local público pela prefeitura, o que motiva a orientação de que a prefeitura se abstenha de outorgar autorizações de uso da Avenida JK nas próximas edições e que o organizador do evento também não o faça naquele lugar.


O promotor observou que, embora eventos dessa natureza possam promover lazer e estimular o turismo, eles devem ser realizados em local adequado, sem causar transtornos aos moradores, inclusive também respeitando os limites de horários. (Cristiani Honório / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO).

O que achou dessa Notícia?
9 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.