Ladrões tentaram em Iporá a venda de gado roubado em Buriti Alegre

27/10/2019
8beabe09-c956-4150-a64e-e266d14b7a3227102019.jpg

Dois elementos foram presos em Iporá ao tentar a venda de um gado roubado em Buriti Alegre.


Eles são Marcos Cândido Martins Júnior e Dhiones Ribeiro de Faria. Os dois estavam no GJ Leilões, na noite de quinta-feira passada, 24, com o objetivo de venda de um gado, em total de 132 reses.


Os que cuidam da realização daquele leilão desconfiaram dos dois elementos desconhecidos do mercado de gado nesta região. Embora eles mostrassem documentos do gado (Nota Fiscal e GTAs), emitidos em Goiatuba, suspeitou-se de que pudesse ser documentos faltos.


O Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) de Iporá foi acionado, através do Sargento Wagner e sua equipe. Iniciou-se a apuração dos fatos.


Ligações telefônicas feitas na Agrodefesa de Goiatuba, constataram-se que, de fato, os documentos de posse do gado eram falsos. O GPT foi em direção dos dois elementos, para abordagem, quando eles tentaram empreender uma fuga. No entanto, foram contidos pelos policiais.


Tiveram que relatar os fatos reais aos policiais, dando ciência de que em uma fazenda no município de Buriti Alegre, amarram o caseiro e, em seguida, fizeram o roubo das reses.


Com os dois elementos foram encontrados dois revólveres (calibres 32 e 38) e mais munições.


De acordo com o apurado, os dois elementos fazem parte de facções criminosas. Um deles é suspeito de homicídio no sul do Estado.


Os elementos, armas e munições foram apresentadas a autoridade em Delegacia de Polícia, a fim de que respondam pelo crime cometido.

O que achou dessa Notícia?
30 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.