Necrópsia mostra que morte de empresário de Iporá foi por infarte

24/03/2020
weverton24032020.jpg

Weverton: Morte a esclarecer

Wheverson José de Lima Cardoso (Tuca), de 55 anos, que é dono da empresa Iporá Impressoras, na Avenida Pio XII esquina com a Rua Goiânia, morreu na manhã desta terça-feira, 24. A primeira suspeita foi de ter suicídio por envenenamento, que chegou a ser confirmado pelo delegado Ramon Queiroz. Mas o corpo foi levado para Goiâna, onde necrópsia constatou que a morte de Wheverson foi por infarte.


Como ele não apareceu no trabalho nesta manhã de terça-feira, os vizinhos de seu estabelecimento tiveram preocupação, indo até ele, em sua residência, na Rua Rui Barbosa, proximidades do Colégio Militar. Ao arrombarem a casa o encontraram ainda vivo, mas agonizando.


O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e também o Corpo de Bombeiros. Por fim, morreu, sendo encaminhado para o IML.


Weverton, o Tuca, morava sozinho. Tem familiares em outra cidade. Tem filhas que residem em Goiânia e uma ex-esposa residente em Iporá. 


Seu corpo, após passar pelo IML, foi levado para Goiânia (necrópsia) e para ser sepultado em Trindade.  

O que achou dessa Notícia?
19 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.