Comandante do 12º BPM elogia iniciativa de empresários para monitoramento por câmeras em pontos estratégicos de Iporá

16/10/2019
ariel-anselmo-de-oliveira-ipora16102019.jpg

Ten. Cel. Ariel: apoio para iniciativa de empresários

Segurança pública é dever do Estado, mas em Iporá uma iniciativa de empresários entra nessa área, com contribuição significativa e que certamente fará a diferença em prol de mais paz social na cidade. 


O uso de câmeras de filmagem para monitoramento é o que se pretende, com aplauso do Tenente Coronel Ariel Anselmo de Oliveira, Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar. Na opinião do comandante, a iniciativa é muito louvável, já que o Estado tem suas dificuldades financeiras.


Em Iporá é o odontólogo e empresário Maurício Ribeiro que tomou a iniciativa, com busca de colegas empresários para o monitoramento por câmeras, a começar pela área do Lago Pôr-do-Sol, onde o lugar é cartão postal da cidade e espaço de descanso, entretenimento, lazer e educação física, mas tem sempre presença de marginais e usuários de drogas, o que afugenta as famílias do local.


Maurício Ribeiro está conseguindo compartilhar custos financeiros do projeto com empresários, em valores possíveis a cada um deles. A primeira ação é no Lago, mas já se fala em colocação de câmeras também nas entradas rodoviárias da cidade. É nas margens do Lago onde o empresário Maurício Ribeiro tem obra empresarial em construção e se preocupa com a segurança deste lugar. Ele a esposa usam a pista do lago para educação física, apreciam o local e querem o melhor para este espaço público.


Maurício Ribeiro sentiu que, além do Lago Pôr-do-Sol é possível pensar em outras câmeras para pontos estratégicos. Entrou em contato com as autoridades (Prefeitura e Comando Militar) e tem encontrado o apoio que é necessario. Em Iporá a empresa Alerta, que é da área de monitoramento por câmeras, cuida de toda parte técnica.


A reportagem do OG falou com o Tenente Coronel Ariel que mostra entusiasmo com ideia, afirmando que isso ajudaria as rotinas diárias de radio patrulha da Polícia Militar. Ele afirma que o vídeo-monitoramento de ambientes é uma grande ferramenta de segurança pública, já bem sucedido e muito útil em outras cidades onde é adotado. Por esse sistema, afirma Ariel, pode-se vigiar os ambientes, com imagens que chegam ao centro integrado de comando de controle.


O comandante lembra que isso tem um custo e o Estado seria responsável, mas a ajuda do empresariado é importante como parceria. Afirma que a PM apoia esse projeto. Prevê-se 10 câmeras no Lago Pôr-do-Sol para observar sobre pessoas e comportamentos. Daquilo que chega ao Copon, qualquer atividade estranha despertaria a PM para chegar ao local com viatura, com ajuda também da polícia civil, igualmente engajada no projeto. Ele afirma que o vídeo monitoramento pode até observar placas de veículos, checar isso e despertar para uma ação, se for o caso. Ele conclui afirmando que, no que depender da PM, está junto com o idealizador Maurício Ribeiro e demais empresários, os quais estão de parabéns pela iniciativa. Será de grande valia se for implantado, resume ele.

O que achou dessa Notícia?
11 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.