Suicídio não. O que houve foi duplo homicídio, mostra perícia sobre a tragédia na região do Buriti

14/09/2020
kemylla-e-dixon14092020.jpg

Kemylla e Dixon

Está descartada a primeira versão de que o seria um homicídio seguido de suicídio, fato que aconteceu na Fazenda Buriti, município de Iporá, nesta manhã de segunda-feira, 14.


A Polícia Científica entrou em ação e o serviço de perícia mostrou que se trata de duplo homicídio, uma vez analisados os ferimentos nos corpos dos dois.


Portanto, há uma terceira pessoa no fato, ainda não identificada.

Trata-se de uma tragédia entre casal. No primeiro momento acreditou-se que o marido teria matado a esposa e, em seguida, cometido suicídio.


Ele é Dixon Júnior Cunha de Jesus, de 39 anos. Ela é Kemylla Neves Oliveira, de 20 anos.


Reforçou a convicção anterior de homicídio seguido de suicídio porque o casal vivia em conflitos. Dias atrás, Dixon foi enquadrado na Lei Maria da Penha, quando cometeu violência contra ela.


 

O que achou dessa Notícia?
16 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.