Transformação em Colégio Militar não é impositiva, diz Coronel ao OG

14/11/2017
coronel-divino-alves-comandante-da-pm14112017.jpg

Coronel Divino Alves, pessoa ligada a Iporá e que defende a forma militar de ensino

Nesta manhã de terça-feira, 14, o comandante da Polícia Militar do Estado de Goiás, Coronel Divino Alves, pessoa ligada a Iporá, entrou em contato com a reportagem do Oeste Goiano para dizer que a transformação do Colégio Estadual Ariston Gomes da Silva em Colégio Militar não acontece de forma impositiva e ainda é assunto a ser analisado e definido, o que depende de conversações que ainda estão em curso.


Segundo ele, a notícia chegou ao público de um jeito que não condiz com a forma como o assunto estava sendo tratado. Ainda é assunto de bastidores, conversas e ainda depende de ampla reunião com a comunidade iporaense, especialmente com o meio escolar ligado ao Colégio Ariston Gomes.


O Coronel Divino Alves afirma que é desejo da PM que o Ariston Gomes seja a sede pois tem boa estrutura física, mas isso depende de consentimento geral, repete ele. Ele lembra que a vinda de Colégio Militar para Iporá passou por um abaixo assinado com mais de 12 mil assinaturas, por projeto de lei aprovado, em seguida, na Assembleia Legislativa. Ele frisa que, apesar de tudo, ainda é tempo de diálogo sobre o assunto, apesar de que a intenção é iniciar aulas nesse colégio já no começo de 2018.


Ele fala em uma visita que iporaenses farão a um colégio militar em Anápolis que é exemplo para Goiás, o melhor no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Coronel Alves enaltece a forma de ensino de Colégio Militar, algo que tem sido muito positivo na educação.


“Se houver reação negativa do povo de Iporá e do Colégio Ariston Gomes o ato não será consumado”, conclui Alves, informando que outras cidades da região estão pretendendo um colégio com essa forma de ensino. Na conversa com o OG ela enfatizou ainda que, ao contrário do que muitos pensaram, um Colégio Militar não chega à uma cidade como unidade nova e sim como transformação de colégio já existente para a forma militar de ensino.

O que achou dessa Notícia?
41 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

2 comentários

  • EVERTON OLIVEIRA REZENDE 15/11/2017

    O correto é entrar em acordo, de forma que Iporá não perca a escola militar!
  • Daniel Augusto Alves Rodrigues da Mata 14/11/2017

    Parabéns ao Coronel Divino Alves pela iniciativa de se trazer ao povo de Iporá este valioso presente , a educação militar sempre foi exemplo em todos os índices de avaliação nacional , fico feliz por esta grande oportunidade de estarmos cada dia mais cuidando dos jovens de nossa querida cidade !!!

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.