Confirmada expectativa: Samuel Queiroz é eleito para presidir a Câmara de Iporá em 2020

11/12/2019
samuel-queiroz-ipora11122019.jpg

Samuel tomará posse em primeiro de janeiro

Em sessão nesta manhã de quarta-feira, 11, o vereador Samuel Queiroz (Solidariedade) foi eleito para presidir a Câmara Municipal de Iporá em 2020. Nos últimos dias o nome dele apareceu com maior evidência do que os demais, ao ponto de outro que postulava, Wenio Pirulito (PSD), desistir para apoiá-lo.


No entanto, surgiu chapa para concorrência, encabeçada por Marinho da Mata (DEM), formada nas vésperas da sessão de votação e que representava a oposição. A votação foi aberta, com chamada em ordem alfabética. O placar foi de 8 x 4 em favor de Samuel. Votaram para Marinho da Mata os vereadores oposicionistas: Carmo Freitas (MDB), Paulo Alves (PT) e Eurides Laurindo (PDT). Com Samuel Queiroz ficaram os vereadores: Wenio Pirulito (PSD), Eder Manoel, Paulo Maisena (PTC), Aurélio Fábio (PTB), Keilo Borges (PHS), Divino Pirigoso (PR) e, de forma surpreendente, votou para ele o emedebista Adriano Coutinho, que mesmo com a orientação do partido e até presença de líderes de sua sigla em plenário, inclusive a mãe dele, ex-primeira dama e militante emedebista, Valduce Coutinho, votou em desacordo com a vontade destes, e, pelo contrário, em acompanhamento a bancada de apoio ao prefeito.


A chapa que disputou com Samuel foi formada pelos de oposição e tentou tirar proveito dos descontentamentos que haviam. O vereador Suélio Gomes (PTN) não compareceu na sessão de votação. Isso daria chances para a oposição vencer, mas desde que tivesse o voto de Didi Coutinho, fazendo prevalecer um empate e disputa através de idade, o que daria vantagem para Marinho da Mata. Como o emedebista não acompanhou seu grupo, a oposição não venceu. O que se comenta nos bastidores desta disputa é que um dos vereadores do grupo situacionista tinha dado a palavra de que votaria em Marinho da Mata, mas desde que o emedebista também acompanhasse o grupo de oposição.


A votação teve como testemunhas importantes líderes da política local: Naçotan Leite, prefeito; Amarildo Martins, líder da oposição; José Carlos Teixeira, o Zezinho, presidente do MDB local e diversos chefes de órgãos públicos da cidade, além de populares.


Antes da votação, Samuel Queiroz falou com esta reportagem, quando afirmou que, se eleito, a princípio, pensaria em manter os mesmos servidores comissionados da casa. Sobre a forma de agir disse que tem um estilo próprio, mas que anuncia isso na hora certa. Iremos entrevistá-lo para saber como conduzirá a casa em ano de eleição municipal, ano tenso! A mesa diretora tem Wenio Pirulito como vice; Paulo Maisena de secretário e Divino Pirigoso de segundo secretário. 


Presidência de Câmara é cargo importante. Na falta de prefeito ou vice, ele avança na hierarquia do poder municipal. Se prefeito e vice ficam impedidos, ele assume a chefia do Poder Executivo. Isso pode acontecer em Iporá. A chapa empossada (Naçoitan e Duílio) responde por crime eleitoral em segunda instância.

O que achou dessa Notícia?
8 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Adalto Gomes 11/12/2019

    Quem diria, que papelão do vereador Didi Coutinho, ainda bem que seu pai não está vivo para presenciar esse fato lamentável. Acho engraçado que ele ainda fala em reeleição, por isso que o povo de Iporá, tem que pensar bem em reeleger vereadores. Ao novo presidente eleito, meus parabéns, você é merecedor.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.