Indeferimento de candidatura e renúncia em disputa em Amorinópolis

17/10/2020

Nesta sexta-feira, 16, a disputa eleitoral em Amorinópolis trouxe dois fatos relevantes: um indeferimento e uma renúncia. 


Um dos candidatos a vereadores da chapa dos Democratas teve seu pedido de registro de candidatura indeferido. Pelos documentos colacionados aos autos, a Justiça Eleitoral constatou que Saul Mendes Batista está sem quitação eleitoral, uma vez que na data de 29.08.2017, teve contas da campanha municipal de 2016, julgada não prestadas pela Justiça, com o respectivo trânsito em julgado.


Em 2016 ele disputou uma eleição em que não foi vitorioso. Sem prestação de contas, fica fora do atual pleito. Saul já foi vereador em Amorinópolis entre 2013/2016.


Outro fato político em Amorinópolis é quanto ao vice na chapa do DEM, onde o ex-prefeito João Martins Ferreira (João do Vino) decidiu renunciar. Seu pedido de renúncia foi homologado pelo Juiz Eleitoral Samuel João Martins.


Havia uma solicitação do Ministério Pública pelo indeferimento desta candidatura. A promotoria questionou a elegibilidade de João do Vino, haja vista que teve seus direitos políticos suspensos por força de decisões judiciais transitadas em julgado nos processos n° 0263635.52.2016.8.09.0076 e 106718.80.2017.8.09.0076 , julgados pelo Poder Judiciário do Estado de Goiás.


Com a renúncia o grupo político que tem na cabeça a candidatura a prefeito de Gustavo Silva de Oliveira (Gustavo do Estrelão) terá que se reunir para escolher um novo nome para ocupar a vaga de João do Vino.

O que achou dessa Notícia?
15 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.