Não sabia que era tão mal visto na cidade, afirma candidato derrotado

13/10/2016
joao antonio francisco 131016.jpg

Em entrevista à Rádio Rio Claro e Rede Diocesana de Rádio, ao jornalista Pedro Claudio, o candidato a prefeito de Iporá e que foi um dos derrotados, João Antônio Francisco, fez um desabafo quanto ao resultado da apuração de votos. “Não sabia que era tão mal visto pelo povo iporaense”, disse ele em áudio que chegou até o OG.


O advogado João Francisco teve somente 461 votos. Ele disse que por tudo que tem feito pela cidade, acreditava que teria muito mais votos. João Francisco é advogado conceituado, com atuação destacada na área previdenciária. Tem empreendimentos consolidados e outros a executar, a exemplo de um shopping na cidade. João Francisco tem também atuação em patrocínios na área esportiva e cultural.


Sobre a eleição o candidato a prefeito do PROS disse que não foi o que esperava. Disse na entrevista que achava que tinha valor para o povo, mas constata que não é bem assim. Disse também que a sua impugnação em primeira instância o prejudicou, pois colocaram na cabeça que isto seria fato consumado, quando, na verdade, não era, já que estava em recurso para ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).


Em razão de mais de dez anos de serviços prestados para a cidade e de não ter o reconhecimento do povo, ele manifesta que deixa de participar de política. Ele informa: “só vou participar, a partir de agora, como eleitor, tentando eleger os melhores”. João Francisco afirma que no contato com o povo percebeu uma cidade que é boa pra se viver, mas que tem problemas de infraestrutura e é carente de muita coisa. Afirma desejar ao eleito que seja feliz em obter recursos do governador para fazer uma gestão desenvolvimentista.

O que achou dessa Notícia?
60 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

1 comentário

  • Moizeis A. Gomis. 15/10/2016

    Caro Dr. João Antônio Francisco, com todo respeito e consideração pelo sr. e reconhecimento pelo que tem feito por Iporá e pretende ainda fazer, tendo em vista conquistar a simpatia dos iporaenses que, mesmo não tendo votado em seu nome para prefeito, na última eleição, o considera como profissional competente e cidadão iporaense titulado, talvez, no caso da resposta ao sr. João Franquim (que nem conheço e é a primeira vez que vejo falar no seu nome), seria seguir o ensino do nosso Mestre maior, Jesus Cristo: “ Se alguém de bater numa face, ofereça-lhe a outra”. E de São Paulo, o Apóstolo: “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem”. Não é sermão e nem juízo de sua conduta, apenas sugestão de quem conhece a dor das injúrias e já sofreu mais ainda, quando ignorou essas verdades cristãs. Se fui muito ousado ou atrevido, desculpe-me.

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.