Três governadoriáveis visitaram o evento evangélico das senhoras

06/07/2014
cibeg 060714b.jpg

Milhares de mulheres evangélicas participam de evento em Iporá

Não somente Iris Rezende, que tinha anunciado com antecedência, mas também Vanderlan Cardoso e Marconi Perillo acabaram também vindo à Iporá neste sábado, 5, para participação no XXXI Congresso das Irmãs Beneficentes do Estado de Goiás. O candidato cujo nome foi homologado em Convenção pelo PMDB para disputar o Governo de Goiás, Iris Rezende, chegou às 17 horas e se dirigiu ao local do evento, na Catedral das Assembleias de Deus, no Bairro Mato Grosso.


Também por volta de 17 horas, chegou Vanderlan Cardoso, candidato homologado em Convenção pelo PSB, a fim de disputar o Governo de Goiás. Acabou se encontrando com Iris Rezende, no local do evento religioso. Pela manhã, quando era realizado o desfile das senhoras evangélicas, Marconi Perillo, o candidato homologado em Convenção pelo PSDB, esteve em participação no CIBEG.


Além de governadoriáveis, vieram Aguimar Jesuíno e Ronaldo Caiado, candidatos ao Senado pelo PSB e DEM, respectivamente. O CIBEG, no sábado, contou com a presença também de deputados e outras lideranças políticas. Antônio Gomide, o candidato do PT ao Governo de Goiás, não veio. Ele esteve em Iporá recentemente: dia 16 de junho.

O que achou dessa Notícia?
22 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

2 comentários

  • Moizeis A. Gomis. 06/07/2014

    Qual é a justificativa plausível e convincente que OG tem para dar?
  • Moizeis A. Gomis. 06/07/2014

    Estou surpreso que um mega evento das Ass. Deus em Goiás, da proporção do Congresso da CIBEG, onde se fizeram presentes milhares de pessoas de todo a Estado de Goiás, e que trouxe, inclusive benéficos econômicos para a rede hoteleira e o comércio, não tenha sido divulgado com a devida cobertura pelo OESTE GOIANO desde o primeiro dia, já que é um jornal tão conceituado. A não ser se relacionada às visitas de candidatos ao governo e ao Senado Federal, o que não tem a ver com o foco central do evento. Qual o porquê dessa omissão? Será que se fosse católico teria tido a mesmo tratamento? Isso está me cheirando ciúme carola ou preconceito religioso. Sendo que eventos muito menos importantes e corriqueiros têm recebido cobertura com divulgação ostensiva. Por essa eu não esperava do OG. E olha que eu considero este jornal como um orgulho da nossa mídia regional. Qual é a justificativa plausível e convincen

Comente

Faça seu Login

Use sua conta do Oeste Goiano.