Decreto baixado pelo prefeito mantém comércio aberto. Restrições ficam por conta do atendimento presencial em bares, sanduicherias e outros

19/02/2021
decreto-permite-comercio-aberto-em-tempo-de-pandemia19022021.jpg

Comercio aberto, mas com promessa de fiscalização redobrada

Reviravolta de última hora. Comércio varejista vai ficar aberto. Área de lazer tem restrições. LEIA ABAIXO O DECRETO COMPLETO.


Nesta manhã de sexta-feira, 19, houve reunião no âmbito da gestão municipal de Iporá e com presença de segmentos da sociedade iporaense, quando se tratou sobre as medidas que precisam ser tomadas via Decreto, para impedir o avanço do vírus.


Um dos que estavam na reunião realizada na Prefeitura era Cleiber Miguel, vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Iporá e que conversou com a reportagem do Oeste Goiano, afirmando-nos que a intenção foi a publicação de um Decreto para ter vigência até o dia 28 deste mês e o qual é para atender exigência do Ministério Público e do Governo de Goiás, tendo em vista que Iporá, no mapa da Covid em Goiás, está em região de situação de calamidade.


Segundo Cleiber Miguel, o que foi enfatizado na reunião da manhã era sobre a decisão para um Decreto que fecharia o comércio de Iporá, restando abertos apenas estabelecimentos essenciais. O Decreto seria semelhante ao que vigorou no primeiro semestre do ano passado, em fase inicial da pandemia.


Mas em uma reunião da tarde isso mudou, optando-se por um fechamento apenas parcial do comércio, resguardando o funcionamento do segmento lojista e enfatizando a prática delivery para a área de alimentação.  Segundo a assessoria do prefeito, na reunião entre ele e o promotor chegou-se a conclusão que o problema maior não é o comércio lojista e sim a  área de lazer da cidade. 


Em um audio dirigido ao público o prefeito afirmou que o comércio não é problema, tem funcionado de acordo com medidas de segurança e precisa continuar assim, com cada iporaense sendo um fiscal. Ele disse ainda que a Promotoria foi sensata em permitir a prática do comércio e exigir mais de quem realmente transgride as medidas sanitárias.  


Decreto 210









 


 


 


 








O que achou dessa Notícia?
41 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.