Filha de paciente denuncia atendimento precário do Hospital Municipal

29/11/2013
hospital-municipal-de-ipora-291113.jpg

Záida Rodrigues Cruvinel (Professora), filha de paciente do Hospital Municipal Adão Pereira, procurou a reportagem do Oeste Goiano para fazer reclamações daquela unidade de saúde pública. Ela afirma que ficou indignada com a forma como seu pai foi tratado, nos últimos dias, no Hospital Municipal.


Záida enumera uma série de reclamações. Ela começa por afirmar que o atendimento está muito ruim, com funcionários mal educados na lida com os que recorrem a aquele local. E diz que o hospital está passando por falta de utensílios. Quando seu pai, Aristóteles Rodrigues da Costa, de 87 anos, chegou para ser atendido, quis vomitar e não tinha o utensílio que se usa para isso. Teve que vomitar no cesto de lixo. Quando necessitou de uso de toalhas, estas também não haviam. Teve que usar das que levou de sua casa. Falta lençóis. A filha do paciente relata que o hospital não tem higiene nos banheiros e está com uma cozinha inadequada, da qual exala forte e desagradável cheiro para os quartos.


O senhor Aristóteles Rodrigues da Costa, deu entrada no Hospital Municipal no dia 13 de novembro. Dentre as coisas mais lamentáveis que a filha do paciente cita, é a de que o Hospital não providenciou a documentação que era necessária para o encaminhamento para o Hospital Araújo Jorge (laudo médico e imagem de ultrasom), o que gerou transtorno no atendimento na capital. O paciente chegou lá somente com um parecer médico. Acrescenta ainda que o Hospital Municipal chegou a perder documento. Na mesma ocasião o hospital negou de passar um fax para o hospital da capital, conta a denunciante. Outra lamentação é sobre um encaminhamento para se obter em Goiânia, pelo SUS, um exame de ressonância, fato que não feito. Ela conta que é comum os encaminhamentos do interior para obter exames em Goiânia. No entanto, isso não foi feito.


A filha do paciente conta que em Goiânia quem os atendeu no Hospital Araújo Jorge afirmou que são rotineiros os descuidos do Hospital de Iporá, ao encaminhar pacientes. Orientado por um parente da família residente em Jataí, ela precisou levar seu pai para aquela cidade para ser atendido em um Hospital Municipal. Segundo ela, o atendimento de lá é perfeito e tem todos os equipamentos necessários, nem se comparando com o Hospital Municipal de Iporá.


Diretor nega os fatos


Para uso do seu direito de defesa, diante dos fatos relatados pela filha do paciente, a reportagem do OG procurou o diretor do Hospital Municipal, Celismar Domingues. Ele nos recebeu em sua sala para falar do caso e para mostrar o hospital. O diretor nega tudo que a filha do paciente reclama desta unidade de saúde. Afirma que tudo que era preciso para atendimento foi providenciado, inclusive na parte de documentação que era preciso enviar a Goiânia. Sobre atendimento com palavras que possam não ser educadas, ele diz não poder falar disso, já que não presenciou. O que garante é que o hospital dispõe de tudo que é preciso para atender os que a ele recorrem. Levou a reportagem para ver os equipamentos disponíveis para atendimento.


Celismar diz que a reclamação da filha do paciente é isolada. Com outros da família foi percebida satisfação na forma do atendimento, tanto que na segunda-feira próxima, 2, está marcado um retorno do mesmo paciente ao Hospital Municipal e, a partir de então, um encaminhamento dele para atendimento em Goiânia e que foi providenciado pelo próprio Hospital Municipal de Iporá.

O que achou dessa Notícia?
21 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

9 comentários

  • Franciele Cândido Sousa 01/12/2013

    O hospital municipal realmente da vergonha a nossa cidade , Minha avó ficou internada la com problema de cancer no intestino e durante a internação minha mãe ( a nora ) e quem fazia a lavagem pois as enfermeiras não tinham ( "tempo") e realmente sempre à falta de lençóis toalhas e mais coisas
  • Franciele Cândido Sousa 01/12/2013

    O hospital municipal realmente da vergonha a nossa cidade , Minha avó ficou internada la com problema de cancer no intestino e durante a internação minha mãe ( a nora ) e quem fazia a lavagem pois as enfermeiras não tinham ( "tempo") e realmente sempre à falta de lençóis toalhas e mais coisas
  • Rafael Oliveira 29/11/2013

    ta mesmo uma porcaria esse hospital eles nao tem respeito nem com pessoas idosase tudo sem educaçao sem respeito um hospital tinha que ter o melhor dos atendimentos mas infelismente do geito que ta tem e que fechar as portas porque todo mundo que prcisa tem que ir pro particular.
    • Natália Angelina Bueno 07/12/2013

      Espera do mesmo jeito!
  • Simone Lemes Borges 29/11/2013

    infelismente as pessoas nau tem o bom senso .....nau contenta cm o q tem.....nem no particular minha amiga e assim....agora toalhas vasilhas p vomitar ...aff....p ter uma ideia minha familia q mora aqui em rio verde sempre q precisa vai p ipora p ser atendido ai...e e bem atendido....muito bem atendido....sobre pessoas mal preparadas qualquer lugar tem pessoas assim...infelismente e assim.....agora eu creio q ainda vai melhorar ainda mais.....
  • Natália Angelina Bueno 29/11/2013

    Infelizmente nós seres humanos nunca contentamos com aquilo que temos. Pagamos impostos que por sinal é caro, mas deveríamos aprender a fazer criticas construtivas, pois em qualquer lugar cabe o dialogo. Eu como cidadão de Iporá que fui durante muitos anos não tenho o que me queixar do Hospital municipal sempre quando Eu ou alguém de minha família precisou do atendimento graças a Deus fomos bem atendidos. Minha mãe essa semana elogiou o atendimento do Hospital Municipal, pois ela foi muito bem atendida e foi rápido, afinal quando se fala em atendimento médico tem que esperar mesmo vemos fila tanto no particular quando no publico e o Ipasgo ta parecendo até uma brincadeira para conseguir consulta. Meu irmão também foi muito bem atendido e esta muito satisfeito com o tratamento e a rapidez com que seu problema foi resolvido no Hospital Municipal de Iporá essa semana.
  • Rodrigo Magalhães Rodrigues 29/11/2013

    Meu irmão, não foi nenhuma nem duas vezes que precisei do atendimento do Hospital municipal de Iporá com o meu pai e "fui mal atendido". Parece que eles são instruídos e orientados para tratar mal as pessoas.
  • Bartolomeu Bueno 29/11/2013

    Atendimento de saúde em Iporá tanto na rede pública quanto na particular tá um lixo infelizmente!!! Os resultados de exames daqui como por exemplo ultrasonografia para algumas necessidades são tão ruins que mal da pra ver detalhes na imagem, todos que se fazem aqui chegando em Goiânia os médicos de lá pedem outro, alegando que é prafticamente ilegível as imagens dos daqui, e realmente ao ver os resultados de lá é muito diferente, os aparelhos daqui, são os refugos de lá.
  • Bartolomeu Bueno 29/11/2013

    ? Atendimento de saúde em Iporá tanto na rede pública quanto na particular tá um lixo infelizmente!!! ? Os resultados de exames daqui como por exemplo ultrasonografia para algumas necessidades são tão ruins que mal da pra ver detalhes na imagem, todos que se fazem aqui chegando em Goiânia os médicos de lá pedem outro, alegando que é prafticamente ilegível as imagens dos daqui, e realmente ao ver os resultados de lá é muito diferente, os aparelhos daqui, são os refugos de lá.
  • Zaida Cruvinel 29/11/2013

    Algo ainda a acrescentar , o diretor senhor Celismar ainda pediu para que minha família nos reuníssemos para providenciar a ressonância . Eu evidentemente retruquei em afirmar que o SUS tem obrigações para com o cidadão brasileiro , por conseguinte , pagamos os impostos mais caro do mundo.Eu Zaida Cruvinel afirmo e provo por testemunhas o que reclamei.

Comente