Luto por tantas vidas perdidas. Senhor Otávio foi o primeiro a nos deixar

01/05/2021
otavio-martins-de-brito01052021.jpg

Agricultor, pedreiro e gari: uma vida exemplar e eterno luto para a família

Otávio Martins de Brito, de 77 anos, morreu por Covid-19, em primeiro de maio de 2020. Portanto, há um ano atrás. Foi o primeiro iporaense vítima da pandemia. Desde então, são 77 vidas perdidas em razão do terrível vírus que veio da Ásia e se espalhou por todos os recantos da Terra. 


Iporaenses de vários perfis se foram: idosos e pessoas mais jovens, homens, mulheres e pessoas de todas camadas sociais: empresários, donas de casa, funcionários públicos, profissionais liberais, etc... Não há iporaense que não tenha perdido uma pessoa de suas relações pessoais.  Em cidade de 32 mil habitantes, 77 vidas significam inserção em todos os meios, nos mais diversos bairros e nas empresas, de forma que todos se comoveram com mortes em razão desse vírus. 


Houve casos de mortes de casais e de irmãos, com profunda dor em certas famílias e comoção para toda sociedade iporaense. Em primeiro de maio de 2020, quando senhor Otávio Martins de Brito faleceu, não era possível prever que a pandemia seria tão terrível assim, como tem sido! 


Um ano depois, a família de senhor Otávio ainda sente a dor da grande perda. E faz lamentações também quanto ao tratamento de saúde que ele recebeu em Goiânia, para onde foi levado. Não saiu de Iporá com Covid-19. Sua moléstina era uma obstrução no intestino fino, mas contraiu o vírus em Goiânia, dentro do hospital, onde faleceu. Transladado para Iporá, foi velado como se não tivesse sido vítima de Covid-19. A constatação só veio depois. Além da dor de perder seu ente querido, aos familiares ainda ficou a tragédia dessa forma como o paciente foi tratado. O caso se tornou processo que tramita na Justiça contra o hospital que deu o atendimento. 


Otávio Martins de Brito é lembrado como um homem muito trabalhador, em diferentes funções: agricultor, pedreiro e gari, até se aposentar pelo Instituto de Previdência e Assistência Social de Iporá (Ipasi), autarquia da Prefeitura de Iporá. Foi marido que, quando a esposa adoeceu ao ponto de pouco poder trabalhar em casa, ele assumiu também tarefas domésticas. Otávio e Maria Geralda de Brito tiveram os filhos Vanusa Martins de Brito, Deusvania Martins de Brito, Ivan Martins de Brito e o Vilmar Martins de Brito, o Vilmar Grilo, muito conhecido em Iporá e que que atua na área de seguros do Dpvat.


Em nome do senhor Otávio Martins de Brito e de seus familiares, nossa homenagem e condolências a todos iporaenses que passaram pela dor de se perder alguém querido em razão da pandemia. 

O que achou dessa Notícia?
12 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente