Morte por Covid-19 faz gestão voltar atrás em flexibilização comercial

07/05/2020
decreto-endurece-sobre-pandemia07052020.jpg

Decreto de 7 de maio volta atrás em questões que antes eram permitidas

Com a morte confirmada de iporaense por Covid-19 e com as críticas surgidas, tendo Iporá sido considerada de pouco isolamento social, o prefeito Naçoitan Leite volta atrás na flexibilização de atividades empresariais em Iporá e baixa decreto em que limita várias práticas comerciais.


Nesta tarde de quinta-feira, 7, são feitas alterações no decreto nº 190 de 20/04/2020, restringindo algumas atividades a partir da presente data.


Novas medidas para impedir a disseminação do vírus em Iporá:


- Padarias e distribuidoras de bebidas deverão operar apenas nas modalidades balcão e delivery (proibida a disposição de mesas)


- Proibida a abertura de academias de ginásticas incluindo academias de clubes


- Proibida a abertura de restaurantes, café, bares e pizzarias (exceção a restaurantes que servem apenas almoço)


- Açaiterias, sorveterias, pamonharias, “jantinhas” e “pit dogs” deverão funcionar apenas na modalidade delivery


- O Lago Pôr do Sol está INTERDITADO para qualquer atividade, incluindo caminhadas.


- Supermercados deverão permitir a entrada de no máximo 50 pessoas e respeitar distanciamento de 02 metros


- Fica OBRIGATÓRIO o uso de MÁSCARAS para todo cidadão.


O Decreto tem validade por 14 dias, revogando as disposições em contrário, mantendo inalteradas as demais disposições do decreto 190/2020.






O que achou dessa Notícia?
29 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.