Não tem leito vago na UPA de Iporá, informa secretária

05/08/2020
daniela-sallum-secretaria-de-s05082020.jpg

Secretária Daniela Sallum foi a imprensa com preocupação quanto a forma com que parcela da população não toma medidas preventivas

Em uma entrevista para a Rádio Rio Claro, a secretária municipal de saúde, Daniela Sallum, informou que não tem leito vago neste momento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas de Iporá. Em sua entrevista a secretária enfatizou sobre um aumento de casos de Covid-19, citando os números de momento. E alertou para a possibilidade de um colapso no serviço de saúde se o comportamento das pessoas não mudarem em relação aos riscos quanto ao vírus que é altamente contagiante, sendo que Iporá já tem uma transmissão comunitária.


Ela afirma que são cerca de 10 notificações por dia em Iporá e, destes, pelo menos um precisa de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na planilha da secretária são atualmente 242 casos confirmados de Covid-19.


Dos casos confirmados, 148 tiveram alta na condição de curados. Oitenta e cinco pessoas estão em tratamento. Destes, 75 estão em tratamento em domicílio. Existem 10 pessoas hospitalizadas com Covid-19 em hospital público ou particulares de Iporá.


Na entrevista a secretária chamou a atenção para uma parcela da população que não leva a sério os cuidados necessários para prevenção quanto a disseminação do vírus. Ela falou em festas na zona rural que ocorrem e de frequentadores da vida noturna de Iporá sem a conduta adequada, práticas que são lamentáveis.


A secretária chamou a atenção para o uso da máscara, higienização das mãos e o isolamento social, práticas básicas para a prevenção.

O que achou dessa Notícia?
22 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.