São 32 casos de H1N1 em Goiás. Dois deles em Jaupaci. Duas pessoas já morreram no Estado por causa da doença

01/04/2018
h1n1-jaupaci31032018.jpg

Há uma preocupação no Estado de Goiás com o crescimento da H1N1, doença perigosa, que é causada pelo vírus Influenza A H1N1, uma mutação do vírus da gripe, porém mais forte do que aquele que nós estamos acostumados. Essa gripe é transmitida da mesma maneira que a gripe comum, mas os seus sintomas são mais fortes, repentinos e, se não tratados logo no início, podem levar a pessoa ao óbito.


Autoridades de saúde no Estado estão preocupadas com o número de casos, que já chega a 32. Dois de destes casos são da cidade de Jaupaci, no Oeste Goiano. Duas mortes pela doença foram registradas, ambas na cidade de Trindade.


A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) está em estado de alerta para evitar o aumento no número de casos de H1N1. De acordo com a SES-GO, Goiânia é a cidade com mais registros de H1N1. Ao todo, sete cidades tiveram casos de influenza A:


Goiânia - 14 casos
Trindade -10 casos
Aparecida de Goiânia - 3 casos
Jaupaci - 2 casos
Anápolis - 1 caso
Caturaí - 1 caso
Hidrolândia - 1 caso


A secretaria analisa outros 77 casos suspeitos de H1N1. Também estão em investigação quatro mortes. No ano passado, não houve mortes causadas em virtude do vírus.


Segundo a Secretaria de Saúde do Estado, todos os municípios goianos possuem a medicação necessária para o tratamento da doença. Mesmo quem busca atendimento em unidades particulares pode pegar o remédio na rede pública.


Uma campanha de vacinação está prevista para o mês que vem. Foram registrados no Brasil 105 casos de Influenza, que são tipos de gripes mais fortes. Outros 472 estão sendo investigados. Goiás é o estado com mais casos registrados, seguido pela Bahia e São Paulo.

O que achou dessa Notícia?
10 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.