Carreata Fora Bolsonaro é realizada em Iporá

26/07/2021
carreata-fora-bolsonaro-em-ipora26072021.jpg

Na manhã do último sábado, foi realizada em Iporá uma carreata em protesto ao Governo Bolsonaro. A manifestação saiu do Lago Pôr do Sol em direção ao Centro, de onde seguiu até a Av. Rio Claro, passando pela Vila Itajubá e retornando ao Lago. Essa foi a terceira manifestação Fora Bolsonaro em Iporá, que se somou a mais de 500 outras cidades e cerca de 600 mil brasileiros que foram às ruas no dia 24 de julho, dia de mobilização nacional Fora Bolsonaro. 


Em São Paulo, o ato reuniu 70 mil pessoas e outras 70 mil no Rio de Janeiro. Aconteceram protestos em todas as capitais do país, a exemplo de Goiânia, e em diversas cidades do interior, como Iporá, onde cerca de 50 pessoas integraram a manifestação. Outros 22 municípios do interior aderiram ao protesto em Goiás, como São Luís de Montes Belos, Rio Verde e Trindade, por exemplo. 


Presente ao ato em Iporá, o empresário Sidnei Bittencourt diz querer o impeachment de Bolsonaro porque vê corrupção no Governo Federal, que teria desconsiderado a pandemia. O taxista Leandro Barbosa disse que participou do ato por uma questão de consciência política e de exercício da cidadania. Já a funcionária pública Valéria Elias protestou por enxergar fascismo, misoginia, homofobia, preconceito e racismo no Governo Bolsonaro. 


Preocupados com o alto índice de contágio de Covid em Iporá, os participantes encontraram na carreata uma solução para manifestar com mais segurança. Os presentes usaram máscaras e se preocuparam em manter distância de segurança entre si. Durante todo o percurso, a manifestação contou com a presença da Polícia Militar, que garantiu a segurança do ato. Outras manifestações pedindo o impeachment de Bolsonaro já estão programadas para as próximas semanas pelo país. Em Iporá, o movimento tem se organizado pelo perfil @forabolsonaroipora no Facebook e no Instagram. 

O que achou dessa Notícia?
141 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

2 comentários

  • celmar da cunha rocha 27/07/2021

    Vendo os comentarios fiquei imaginando, vc conversa com um comerciante, com um empresario, com um pecuarista, com um lavorista, com todos que impulsiona e economia desse país, e coloca o alimento na mesa dos brasileiros, niguem quer que volte aqueles tempos ruins, ai vem uns ai querendo atrapalhar o trabalhador, o progresso, a evolução o compromisso com o dinheiro publico. A qual classe eles pertencem?????
  • cleiton rodolfo leite 27/07/2021

    Só há quatro tipos de pessoas que ainda tem coragem defender esse (des) governo: a elite, o pobre que pensa que é rico, o miliciano e o do centrão (que antes era o antro da corrupção, mas que mudou para santo de uma hora para outra). Em qual dessas classes você se encaixa?

Comente