Jotta Oliveira assume direção da rádio comunitária de Piranhas

28/04/2019
jotta-oliveira28042019.jpg

Radialista diz que pretende implementar ações para dar condições à comunidade de ter um canal de comunicação inteiramente dedicado a ela, proporcionando a divulgação de iniciativas populares, manifestações culturais e tradições locais



O radialista Warley Jonas Oliveira Magalhães, conhecido como Jotta Oliveira, de 32 anos, assumiu a direção da Rádio Comunitária Satélite FM, instalada no município de Piranhas e que opera em 104,9 FM. A informação foi confirmada pela Associação de Ecologia e Meio Ambiente de Piranhas (Grupo EMA) – entidade mantenedora da emissora – neste sábado (27/04).


Como a Satélite FM é mantida pelo Grupo EMA, quem preside a entidade acaba se tornando seu diretor – Jotta Oliveira foi eleito em 1º de setembro do ano passado e substituiu Jonas D’arc Bueno, que ocupava o cargo até então.


Jotta Oliveira, que é natural da cidade de Piranhas, atua no setor de radiodifusão há cerca 10 anos, já tendo passado por emissoras de Mato Grosso do Sul (Montana FM e Serra FM, ambas do Grupo Feitosa de Comunicação) e Goiás (Satélite FM e Liberdade FM). Ele já trabalhou nas áreas de locução, apresentação, reportagem, produção, programação e direção, isso direcionado aos conteúdos de entretenimento e jornalismo.


Questionado sobre os rumos que a Satélite FM tomará sob seu comando, Jotta Oliveira disse que está buscando envolver a comunidade no dia a dia da rádio.


“Quando a Satélite FM entrou oficialmente no ar, em 1º de setembro de 2008, a intenção era fazer um trabalho baseado nas particularidades do ouvinte da região coberta por seu sinal. Afinal, se fosse para surgir e fazer as mesmas coisas que as rádios comerciais existentes, era melhor parar por ali mesmo. Queremos cumprir isso, envolvendo os diversos setores da sociedade local e sendo um agente de propagação da pluralidade de ideias existentes em nossa comunidade”, disse Jotta Oliveira.


Ainda de acordo com o diretor, a emissora deve sofrer mudanças em sua programação para oferecer ao seu público cada vez mais informação, cultura, entretenimento e lazer.


“Queremos dar condições à comunidade de ter um canal de comunicação inteiramente dedicado a ela. E como fazer isso? Oportunizando a divulgação de iniciativas populares, manifestações culturais do nosso lugar, tradições, eventos, etc, respeitando sempre as opções de cada um, sejam elas políticas, religiosas ou quaisquer outras. A Satélite FM não é só minha, não é só da diretoria do Grupo EMA. A Satélite FM não tem um único dono. A Satélite FM é da comunidade piranhense”, ressaltou Oliveira.


Jotta Oliveira foi o responsável por apresentar o primeiro programa ao vivo da Rádio Satélite FM no dia de sua inauguração – o Balança Cidade que ia ao ar das 13h às 16h e que deixou a grade de programação em 2016 para dar lugar ao Tocando Sucesso. Depois disso, o radialista se tornou produtor e programador e passou pelo comando de várias outras atrações como os extintos Paradão Sertanejo, Play Sertanejo e Super Night, além do Show de Alegria e do Jornal A Voz do Povo que apresenta atualmente.


“Me causa uma emoção muito grande poder dirigir uma rádio que eu vi nascer e que me deu a primeira oportunidade no mundo do rádio. Sou imensamente grato pela confiança que os membros da Associação depositaram em mim e, ao mesmo tempo, estou ciente que a responsabilidade é enorme. Sei que manter uma rádio comunitária funcionando não é fácil. Quero poder contar com o apoio cultural dos diversos setores da sociedade piranhense, como o comércio, as empresas e outros que serão fundamentais para nos ajudar a arcar com as altas despesas de manutenção da emissora”, declarou Jotta.


Outra que faz parte do quadro diretivo da Rádio Comunitária Satélite FM é Cleane Silva, que é locutora e ocupa a função de tesoureira do Grupo EMA, o que, em conjunto com o presidente, a faz responsável pelo contato com os apoiadores culturais e pelas finanças da emissora.

O que achou dessa Notícia?
9 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.