Morre aos 91 anos o senhor José Corajoso

29/07/2020
jose-pedro-da-paixao-corajoso29072020.jpg

Ele, que era José Pedro da Paixão, mas que ficou conhecido como Corajoso, faleceu nesta terça-feira, 28, em Goiânia, aos 91 anos, de choque séptico e fratura femural.


Por muitos ano foi dono do Bar do Corajoso, local em Iporá onde se reuniam muitos para os bate-papos sobre os mais diversos assuntos. Corajoso foi marcante na sociedade iporaense também por causa de seus filhos e outros parentes, atuantes na vida da cidade.


Por 70 anos foi casado com a senhora Maria Abadia. Seu corpo foi velado na Pax Brasileira (Rua Inhumas, centro) para sepultamento que ocorreu nesta manhã de quarta-feira, no Cemitério Dom Bosco.


História do pioneirismo da família:


José Pedro da Paixão, que ficou muito conhecido como Corajoso, veio de Piracanjuba em 1950 e foi lavrar terras na Fazenda Jacaré. Mais tarde, se tornou dono do Bar do Corajoso, na cidade. Ele casou com Maria Abadia da Paixão e teve os filhos: Gedes, Laurita, Lázara, José Pedro e Mauro. Nesta época, vieram também para Iporá parentes de Corajoso, vindos de Cromínia. Antônio Amâncio, que ganhava a vida em Iporá como furador de cisternas e era casado com Maria José, teve 12 filhos: Divina, Cleusa, Aparecida, Geraldino, José Anastácio, Gercino, Erotides, Itelvina, Oraíldes, Eva, Maria de Fátima e Paulo Judson, todos de sobrenomes Amâncio, Rocha ou Nunes. Veio também Altamiro Vicente Nunes, que era lavrador, casado com Ilda Vieira e teve os filhos: Eurípedes, Maria, Ocreci, José, Margarida, João Batista, Anastácio, Divina e Valter, todos de sobrenome Vicente, Vieira, Nunes ou Silva.

O que achou dessa Notícia?
20 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.