Morre um dos pioneiros da numerosa família Firmino

06/11/2019
olimpio-firmino06112019.jpg

Foto do dia da festa de 100 anos do senhor Olímpio Firmino

Nesta terça-feira, 5, veio a óbito um dos troncos mais antigos da numerosa família Firmino, que outrora deixou Minas Gerais e o sul do Estado de Goiás para vir habitar esta região.


Quem faleceu nesta terça foi Olímpio Firmino, com 100 anos e 8 meses de idade. Ele é o último de uma família de 13 irmãos. Faleceu em Inhumas.


A grande maioria dos Firminos está nesta região. Segue história da família que vai aparecer no livro “A Formação da Sociedade Iporaense”, a ser publicado em novembro de 2020:


José Firmino de Oliveira, João Firmino da Silva, Manoel Firmino e Firmina Alves de Oliveira chegaram na região de Iporá em um tempo em que ainda tinha muito por fazer em prol de civilidade, urbanismo, produtividade e desenvolvimento. A Família Firmino, conforme descreve Aldo João da Silva, membro da família, vem de Minas Gerais. A história remonta a Manoel Joaquim dos Santos (que em São Paulo sonhou com o ouro de Goiás no século XIX). É filho dele José Manoel da Silva (que também morou em são Paulo e depois em Carmo do Paranaíba). José Manoel teve quatro esposas e 23 filhos. Um de seus filhos foi Firmino José da Silva, que casou com Maria Alves de Oliveira e dessa união nasceram 13 filhos: José Firmino de Oliveira, Firmina Alves de Oliveira, Felícia Alves de Oliveira, Antônio Firmino da Silva, Francisca Maria de Oliveira, João Firmino da Silva, Olímpio Firmino de Oliveira, Francisco Firmino de Oliveira (Chico), Manoel Firmino da Silva, João Batista da Silva (Fio), Braz Firmino de Oliveira, Maria Alves de Oliveira (Mariquinha) e Divina Maria de Oliveira (Vina). Destes, muitos descendentes estão em meio a sociedade iporaense atual.


 

O que achou dessa Notícia?
17 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.