10 de maio: Dia mundial de conscientização sobre o Lúpus

10/05/2021

O que é lúpus?


O lúpus é uma doença autoimune em que as células do sistema imunológico saem de controle e passam a atacar as estruturas saudáveis do próprio organismo da pessoa.


O nome oficial dessa condição é lúpus eritematoso sistêmico e ela é capaz de afetar o corpo inteiro. Seu tratamento é necessário porque, uma vez que a doença sai de controle, é capaz de levar o paciente a óbito.


A doença lúpus não é contagiosa e por isso não pode ser transmitida de um indivíduo a outro. Ela é o resultado de uma série de processos internos no organismo de uma pessoa, que não podem ser passados para terceiros.


O lúpus é mais comum em mulheres do que homens, mas pode afetar pacientes de ambos os sexos. Existem diferentes tipos de lúpus, sendo que o lúpus sistêmico é mais recorrente. Já o lúpus discoide afeta somente a pele da pessoa, mas também precisa ser tratado e controlado porque pode acabar evoluindo para o lúpus sistêmico, que afeta todo o organismo.


 Quais os sintomas de lúpus?


Entre os principais sintomas de lúpus, podemos destacar:


 – febre;


– cansaço e fadiga constantes;


– erupções cutâneas avermelhadas, que podem surgir no rosto em formato de borboleta,


 abrangendo a região que vai da bochecha dos dois lados da face à ponta do nariz;


– lesões cutâneas que pioram depois de tomar sol;


– dor nas articulações;


– falta de flexibilidade nos músculos;


– inchaço nos membros do corpo;


– dor no peito ao respirar fundo;


– dor de cabeça;


– linfonodos inchados;


– alta sensibilidade à luz solar;


– dificuldade para urinar;


– feridas na boca; e


– mal-estar.


Como é o tratamento do lúpus?


O lúpus não tem cura e essa é uma doença crônica. Logo, seu tratamento é feito de forma a controlar sua evolução e seus sintomas. Cremes e produtos que aliviam a manifestação do lúpus na pele também são usados no tratamento dessa condição.


Caso o lúpus afete certos órgãos, como os rins, é preciso realizar procedimentos adicionais, como um transplante de rim. 


Os médicos recomendam também a adoção de boas práticas como evitar ao máximo a exposição ao sol e prevenir-se ao máximo de infecções e do contágio de condições médicas diversas, já que essa é uma doença que afeta o próprio sistema imunológico.


Por vezes, o lúpus requer uma intensa interação entre equipes médicas de diferentes especialidades, como forma de ajudar o paciente ao máximo.


Fonte: Edvaldo (a voz do Povo)

O que achou dessa Notícia?
1 voto
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.