Feijão sofre 10,73% de aumento médio

30/05/2013

 


 


Nova pauta de valores referenciais para cobrança de ICMS para produto do grupo feijão comercializado em Goiás entrou em vigor nesta quarta-feira, dia 29. Levantamento da Secretaria da Fazenda constatou que os preços do feijão carioquinha, amarelo, aporé, branco, perola e roxo tiveram aumento médio de 10,73%, passando de R$ 217,15 para R$ 240,46 a saca de 60 quilos. Já o preço do feijão preto, que era cotado em R$129,16, passou para R$ 131,04, registrando alta de 1,46%.


Os preços do feijão caupi (também conhecido como macassar, feijão de corda e fradinho) reduziram 67,56%, conforme pesquisa específica junto aos produtores goianos, compradores, corretoras e principais praças nordestinas, quando no caso foi desconsiderado o frete. O preço, que era R$ 152, passou a R$ 49,31 a saca de 60 quilos. A produção do feijão caupi ainda é pequena em Goiás. A sua produção ocorre, em maior escala, nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O que achou dessa Notícia?
0 votos
*As manifestações de internautas não representam a opinião deste jornal e são de responsabilidade de quem as emitiu.

    Comente

    Faça seu Login

    Use sua conta do Oeste Goiano.